APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


segunda-feira, 25 de junho de 2012

SOBRE FORRAÇO 2012 (BATE-PAPO COM HÉLIO CRISANTO)


1.Hélio, como se saiu na etapa do FORRAÇO 2012 em Assu?

R: Bom, acho que fiz uma boa apresentação, porém desta vez a nossa  música não foi classificada para a etapa final no festival.

2. Por que motivo, pensa você, sua música não foi classificada?

Olha, é sempre difícil responder essa pergunta, não sei dos critérios que são usados para avaliação da musica, o festival teve grandes concorrentes com belíssimas canções e com certeza as musicas classificadas foram merecedoras da classificação.


3. Fui informado de que houve deficiência quanto aos ensaios com a banda que os acompanhou nas apresentações. Verdade isso? Isso contribuiu?

R: Quem já participou do “Forraço” sabe das limitações dos ensaios que duram em média 30 minutos para cada concorrente, e acho que isso atrapalha um pouco não só a mim, mas a todos os participantes, e esse ano não sei por qual motivo, sequer teve a passagem de som antes do inicio do festival.

4. Verdade que deram prioridade às composições que falavam sobre Luiz Gonzaga?

R: Estamos no ano do centenário do grande Luiz Gonzaga, e  nada mais do que justo as músicas que reverenciavam o rei do baião serem vistas com mais atenção e acho um fato normal e merecido.

5. Esta temática constava na inscrição? Se não, que acha dessa decisão?

R: No ato da inscrição apenas fui informado que a música finalista que melhor representasse o grande gonzação receberia um pequeno troféu da emissora.

6. Quais suas impressões sobre o festival em si, nessa etapa em Assu, e sobre a cultura local?

R: Em tempos onde o forro elétrico vem dominando os espaços, o Forraço é extremamente importante para mostrar que no nosso estado tem muita gente boa produzindo o verdadeiro forro, aquele que tem o cheiro do mato e gosto de água de cacimba, o forraço culminou com a festa do padroeiro de Assú, é uma cidade festiva e rica culturalmente, em cada esquina ouve-se o som de uma sanfona tocando o verdadeiro forró pé de serra.
 

7.Encontrou algum concorrente doutros festivais ou amigos que tornaram mais agradável sua permanência lá?

R: Fiz grandes amigos através dos festivais o que torna a nossa participação mais agradável como o grande Leão Neto, Beto Cunha, Arcésio Andrade, Valdir Luz, Magnus Araujo,  Kiko Alves e outros, e para completar a minha noite tive o prazer de reencontrar o amigo cinegrafista-poeta Zenóbio Oliveira, grande colaborador deste blog.

8. Cite nomes de alguns que foram classificados e de alguém - se porventura houver - que julgou prejudicado.

R: Alguns nomes conhecidos que foram para a final: Magnus Araújo, Beto Cunha, Leão Neto, acho que o primeiro concorrente Lupercio Albano que concorria com a música “Balaiada”, belíssima  música  por sinal, foi extremamente prejudicado pelo som mal regulado no inicio, mas isso é festival; acontece.

9. Deixe uma reflexão ou conselho para os compositores trairienses que desejam participar desses festivais. 

R:  Sinceramente, gostaria de ver mais participantes da nossa região nos festivais, não sei por qual motivo não se inscrevem, pois como bem sabemos temos grandes músicos e poetas por aqui, digo que vale a pena, apesar dos  obstáculos, é um momento muito especial para mostrarmos o nosso trabalho para todo o estado


10. De quantos festivais já participou? Pretende encarar o próximo? O que  o motiva a  participar destes eventos, mesmo tendo significativas despesas?

R: Tenho sete participações no Forraço, uma no festival da canção organizado pela assembleia legislativa e uma participação no festival de músicas do cangaço em Serra Talhada PE. O meu amigo e parceiro maestro Camilo Henrique tem me incentivado bastante a compor dando riqueza as minhas letras com o seu talento musical e isso me deixa muito feliz. Quero aqui agradecê-lo mais uma vez pela oportunidade de representarmos a nossa cidade neste festival, sabemos que as despesas existem sim, mas isso pra mim não tem preço.