APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


quinta-feira, 21 de agosto de 2014

SÍTIO À VENDA EM SANTA CRUZ RN

Belíssimo e espaçoso sítio às margens do açude do DENOCS (Açude Novo) de Santa Cruz, próximo ao centro da cidade e IFRN, com 2,6 hectares. Terra fértil com benfeitorias. Para maiores detalhes, entre em contato pelo e-mail gcarsantos@gmail.com ou fone (84) 9901-7248
http://www.slideshare.net/gcarsantos/merged-38232988

Veja a sequência de slides ao lado ============>>>>>>>>>





terça-feira, 19 de agosto de 2014

UM POUCO SOBRE HUGO TAVARES - Gilberto Cardoso dos Santos


A FM Santa Rita
Que dá voz aos esquecidos
Tem feito obra bonita
Em favor dos excluídos
Denunciando dilemas
Corrupções e problemas
Sociais não resolvidos.

E foi graças à ação
Resistente e libertária
Que saiu a concessão
da rádio comunitária
graças a Hugo Tavares
traz a FM aos lares
programação solidária.

Por ela veio a ser preso
Porém firme resistiu
Não se mostrou indefeso
Com sua voz reagiu
E após batalhas diversas
Venceu forças adversas
E à rádio conseguiu

Um dos sócios-fundadores
Da Rádio Comunitária
Falou-me dos seus labores
Da luta quase diária
Que Hugo empreendeu
Até que prevaleceu
Contra a força monetária

As conquistas sociais
Que Hugo tem alcançado
Provam do que é capaz
Esse poeta arretado
Naquilo que empreende
Ele sempre surpreende
o sucesso é alcançado.

Decerto em sua luta
Tem sofrido frustrações
Mas prossegue na disputa
Por melhores condições
Pra toda sociedade
Luta com tenacidade
Sem temer oposições.  

Pela sua inteligência
recebeu destaque e glória
Sem esquecer a decência
Com que viveu sua história
Altruísta e singular
Digna de figurar
No pavilhão da memória.

Hugo foi participante
De diversos festivais
Sua canção militante
Sempre a mensagem traz
Necessária e salutar
De que é preciso lutar
Por avanços sociais

Por diversos segmentos
Hugo foi condecorado
Em diferentes eventos
Ele tem sido aclamado
Por seu valor cultural
E trabalho social
A que tem se dedicado

As cartilhas que publica
Já viraram tradição
Em versos ele explica
O dever do cidadão
Sobre o voto intransferível
E faz um trabalho incrível
De conscientização.

Pra que universitários
Pudessem ter residência
Enfrentou adversários
Batalhou com veemência
Também merece destaque
A luta em prol do Crutac
enfrentada com decência.

O vate cheio de fé
Foi na escola influente
militou no DCE
Como vice-presidente
Ali fez coisas marcantes
Com certeza impactantes
De efeito permanente

Sua luta sindical
Também merece menção
Um papel fundamental
Teve na implantação
No Rio Grande do Norte
De um sindicato forte
Em sua repartição.

Pelas águas do Bonfim
Hugo muito batalhou
Deu um retumbante sim
Ao que o padre pregou
Graças à sua ação
No “água não, voto não”
A água doce chegou.

Hugo precisa saber
De sua grande importância
Do bem que veio a fazer
Com a sua militância
sua bela trajetória
se mostrará meritória
Terá grande relevância.

domingo, 17 de agosto de 2014

Quanto é grande o autor da natureza - Zé Vicente


A abelha por Deus foi amestrada
Sem haver um processo bioquímico
Até hoje na houve nenhum químico
Pra fazer a ciência dizer nada
O buraco pequeno da entrada
Facilita a passagem com franqueza
Uma é sentinela de defesa
E as outras se espalham no vergel
Em turbina e sem tacho fazem mel
Quanto é grande o autor da natureza.



quarta-feira, 13 de agosto de 2014

HOMENAGEM A EDUARDO CAMPOS - Marciano Medeiros


Eduardo Campos foi
Um líder pernambucano,
Neto de Miguel Arraes
Corajoso ser humano,
Fez da política uma arte
Sem pose de veterano.

Demonstrou simplicidade
Brotando em seu coração,
Quando falava exprimia
Bastante convicção,
Em numerosas palestras
Falou a população.

Passou no vestibular
Com dezesseis de idade,
Ingressando nesse tempo
Num curso da faculdade,
Formou-se em economia
Mostrando capacidade.

No dia dez de agosto
Seu nascimento ocorreu,
Durante sessenta e cinco
A família o recebeu.
Na deslumbrante Recife,
O menininho cresceu.

Tornou-se orador da turma
Quando houve a formatura,
Discursou de modo claro
Já tendo desenvoltura,
Projetava entre os colegas
Personalidade pura.

Na campanha do avô,
Foi muito participante.
Quatro vezes deputado
Viveu momento importante,
Tendo mais de cem mil votos
Numa campanha vibrante.

Guardemos só a lembrança,
Num vendaval de saudade.
Ele também foi ministro
Repleto de liberdade
Que desejava o melhor
Pra toda sociedade.

Governou o seu estado
De forma muito segura,
O povo de Pernambuco
Relembra desta figura,
Governador duas vezes
Recebeu investidura.

Amigo de Ariano
Suassuna o menestrel,
Participou do velório
Daquele gênio fiel;
E agora a morte o conduz,
Num acidente cruel.

O Brasil chorou bastante,
Sete pessoas morreram.
Amigos e dois pilotos,
Mortes sangrentas sofreram.
As imagens na TV,
Mostradas me comoveram.

Que sua esposa Renata
Junto dos cinco filhinhos,
Recebam força de Deus,
A luz dos nossos caminhos.
Além de abraços e flores,
Simbolizando carinhos.

Eduardo Campos deixa,
Um precioso legado.
Ontem estava no presente,
Mas hoje virou passado.
Acredito que seu nome,
Jamais será relegado.

terça-feira, 12 de agosto de 2014

PEÇO A DEUS EM ORAÇÃO, CURE JOÃO PARAIBANO

PEÇO A DEUS EM ORAÇÃO,
CURE JOÃO PARAIBANO 

 (Marciano Medeiros) 

Rogo permissão a Deus 
O nosso Pai Soberano, 
Pedindo que Ele ajude
A João Paraibano, 
Escapar deste acidente
Para depois sorridente,
Regressar o veterano.

O gênio da cantoria 
Tem ouro no coração,
Toda palavra que canta
Traz o véu da emoção.
É um grande nordestino,
Menestrel e peregrino,
Referência da Nação.

Descreve lindas imagens
Do cenário sertanejo,
Ele falando nas grotas, 
Gera profundo desejo:
Estimula o visitante, 
A se tornar viajante
Pra conhecer vilarejo.

Comove falando em chuva
Pingando cortante e fria,
Aliviando o sofrer, 
Expulsando a agonia
Dos nossos trabalhadores,
Sofridos agricultores,
Sem gado e sem moradia.

Há poucos dias ouvi 
Que seu juízo tem mola,
Pois quando canta bons motes
A poesia decola, 
Em noite sentimental
Acontecida em Natal,
Lá no Sexta da Viola.

Escutei sua entrevista 
Vi muita simplicidade,
O coração do poeta 
Falou mostrando bondade.
Mesmo repleto de dor,
Não perdeu seu bom humor,
Ternura e fraternidade.

Que Deus aumente seus versos
Depois de tê-lo curado,
Mandando um anjo de luz
Permanecer do seu lado. 
Para depois num festim
Você fazer um jardim, 
Cantando em tom inspirado.

A vida trouxe acidente 
No solo pernambucano,
Feriu, mas não acabou 
Este grande ser humano.
Termino tendo emoção
Peço a Deus em oração, 
Cure João Paraibano.

domingo, 10 de agosto de 2014

HOMENAGEM DE HÉLIO


DIA DOS PAIS - Adriano Bezerra


Se você tem o seu pai
É hoje o seu grande dia
Bem cedo levanta e vai
Lhe acordar com alegria
Sente ao lado em sua cama
Lhe diga o quanto lhe ama
Lhe abrace enquanto lhe diz
Depois de lhe agradecer
Lhe dê um beijo ao dizer
O quanto te faz feliz.

sábado, 9 de agosto de 2014

BELOS VERSOS DE DINIZ VITORINO


AOS CANTADORES Diniz Vitorino
Ilustres colegas, fiéis andarilhos,
ó amados filhos das musas celestes!
Eu vos enalteço, chorando ou sorrindo,
por tudo de lido que em versos fizestes.
Poetas gigantes, caboclos aedos,
os vossos dez dedos são teclas caipiras,
cavando saudades em mundos de anseios,
tirando gorjeios das bocas das liras.
As vossas violas são harpas sonoras,
cítaras canoras, vestidas de rendas...
pianos matutos, que gemem sonatas,
ferindo as mulatas, no chão das fazendas.
As vossas falanges dedilham baiões,
tocando os bordões, batendo nas primas,
jogando nas nuvens poemas dispersos,
conjunto de versos, colóquios de rimas.
Amantes da lua, poetas legítimos!
Ó filhos dos ritmos, dos cantos selvagens!
As vossas cantigas aos rudes ofendem,
porque não entendem das vossas linguagens.
Cantai, cantadores, fazei vossa festa!
A vida só presta com cantos assim.
Se fordes expulsos por gênios perversos,
cantai vossos versos somente pra mim.