quarta-feira, 9 de fevereiro de 2022

Leituras e releituras, por que não? - Francisca Joseni dos Santos

 





Leituras e releituras, por que não?

 

Professora Francisca Joseni dos Santos

Pedagoga

Psicopedagoga

 

Sou uma leitora assídua e voraz. Quase sem preconceitos com relação ao que leio, pois leio de tudo, talvez por ser de uma geração que, por motivos sócios econômicos e por falta de políticas públicas de incentivo à leitura, tive dificuldades para ter acesso a diversos portadores de leitura da época, tais como revistas, gibis, jornais e livros em geral.

O meu acesso à leitura acontecia na Biblioteca Municipal de Santa Cruz – RN, ou então, através de pessoas amigas que tinham condições financeiras para comprar livros e revistas, o que, diga-se de passagem, eram pouquíssimas.

Li muitos autores brasileiros; aliás tenho quase certeza (quanta petulância!) que li quase toda a literatura clássica brasileira na minha adolescência e juventude. E cresci com um desejo, um sonho de reler todos estes clássicos brasileiros. E estou fazendo isto devagarinho e sempre.

Embora não seja necessário, quero ressaltar que abordo releitura como um ato de ler um livro já lido, ler novamente, de novo, mais uma vez o que difere do conceito de releitura como a elaboração de uma obra, no caso um livro, tendo outra como base, que seria escrever o mesmo livro adicionando novas técnicas, interpretações e contexto.

Segundo o filósofo Heráclito de Éfeso “ninguém pode entrar duas vezes no mesmo rio, pois quando nele se entra novamente, não se encontra as mesmas águas, e o próprio ser já se modificou.” Partindo desta perspectiva, eu queria sentir/ver a diferença existente na percepção de uma leitura feita por uma adolescente daquela feita por uma pessoa na vida adulta.

Diante deste contexto, desenvolvi o hábito de reler livros/autores ao longo da vida.

E já fiz muitas releituras ao longo da vida, e estas me fizeram matar a saudade de histórias e personagens, além de que as vezes faz entender melhor uma história, ter um novo olhar, de perceber detalhes que não foram vistos na primeira leitura.

Reler é degustar algo delicioso e saboroso mais uma vez e não é cansativo, por mais que eu já saiba da história eu sempre descubro algo novo a cada nova leitura, absorvo novos detalhes, acrescenta-me um novo ponto de vista, para mudar ou ratificar algo já posto e construído.

Recentemente me foi perguntado quantos livros eu reli. Não soube responder. Só tenho uma certeza, a de que reli bastante. Sim, e não reli toda a literatura clássica brasileira, apesar de já ter relido diversos, Jorge Amado, José de Alencar, Érico Veríssimo.

Por força da minha profissão li e reli os grandes clássicos da literatura infantil mundial e sempre que tenho oportunidade leio novamente o Sítio do Pica Pau Amarelo de Monteiro Lobato em suas diversas sequências. Muitos livros sobre avaliação por ser um tema que desperta em mim muita curiosidade e sede de conhecimento, tenho predileção por autores como Jussara Hoffmann, Cipriano Carlos Luckesi, José Carlos Libâneo, Celso Vasconcelos, Mizukami, Selma Garrido, Perrenoud, Sacristan, entre outros. E releio também livros que me dão embasamento teóricos para ter uma postura crítico, social e política diante de fatos da sociedade.

No campo da leitura/releitura por entretenimento, tenho por critério selecionar as boas histórias para reler e tenho minhas leituras prediletas, entre elas ressalto Diana Palmer por ter relido, no mínimo 3 vezes seus mais de 70 livros publicados no Brasil e em português, inclusive no início da pandemia da covid-19 eu estava usufruindo de uma licença especial do meu trabalho e como tinha que ficar em recolhimento escolhi esta escritora americana para reler conforme a sequência das histórias que constam numa lista publicada neste blog  https://su-romanticgirl.blogspot.com/

Tenho predileção por histórias sequenciais, sejam elas trilogias, séries, sagas, inclusive estes livros de Diana Palmer acima citados têm suas histórias interligadas. Estou terminando de reler uma série de 24 livros escritos pela mesma autora e meu próximo objetivo é reler a série da Família Fortune que tem 36 livros e são escritos por autores diferentes.

Tive covid-19 no final de 2019 e entre as sequelas fiquei com perda de memória e descobri este problema através do hábito da releitura, pois ao ler livros que eu sabia da história não conseguia me lembrar de nada, ou seja, a cada página eu me deparava com algo totalmente novo e eu sabia que não era novo tendo em vista que eu estava num processo de releitura de livros dos quais gostava e sabia do enredo.

Fui ao médico e constatei que realmente estava com esta sequela da covid-19. Ainda bem que este quadro é reversível.

Como releitura por entretenimento, elejo autores como Jojo Moyes, Nora Robert, Debbie Mortimer, Anne Mather, Barbara Cartland, Maureen Child, Maya Banks, Saramago, Gabriel Garcia Marques, Isabel Allende, Alexandre Dumas, Jane Austen, Eça de Queiroz, entre tantos outros. Os critérios usados para escolher minha leituras e, consequentemente, releituras se baseiam na qualidade da história, na empatia e no meu envolvimento emocional para com o enredo.

Uma curiosidade sobre o meu perfil de leitora: nunca abandonei um livro pela metade. Mesmo não gostando do enredo apresentado, jamais abandonei uma história; leio-a até a última página, embora demore um pouco. E nunca leio um só livro ao mesmo tempo, geralmente leio dois ou três livros no mesmo período. Coisas de leitor.

Sim, estas leituras me pertencem, portanto tenho liberdade plena para a escolha.   Leio para o meu prazer, não para terceiros.

Parafraseando a frase “meu corpo minhas regras” do movimento feminista A Marcha das Vadias, digo que: “minhas leituras minhas regras”.

E você? Já se entregou ao deleite de uma releitura? Ainda não? Não estou acreditando! Pois experimente.

 




44 comentários:

  1. Muito bom seu testemunho, Joseni Santos! Seu exemplo é estimulante. Gostei das analogias!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Feliz com sua interação. Obrigada!
      Joseni Santos.

      Excluir
  2. Joseni, que bonito. Reler é um ato de amor ao quadrado. Fiquei encantada com sua fome de leitura. Que seu texto inspire multidões, em especial os jovens. Tenho certeza que o mundo brilha multicolor para seus olhos. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Wanda Franco. Fiquei encantada com sua interação. Façamos o mundo colorido.

      Excluir
  3. Que massa! Também tenho essa "mania"! Esse testemunho da professora deveria estar num outdoor em praça pública, de tão bonito e necessário! Parabéns, grande professora!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Joseni.

    É gratificante ver um(a) professor(a) que gosta de ler. Que confessa sinceramente amar os livros. Que cuida dos livros, e não os abandona.
    Confesso que compartilho dessa fome. A leitura é um alimento diário. Não tenho fastio.
    Saúde e vida longa pra você, rodeada pelos familiares, amigos e, intimamente, por todos os livros de sua
    vivência.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Professor José Da Luz. Somos famintos. Inclusive aproveito a oportunidade para dizer que sempre vem à lembrança o Curso de Literatura Brasileira que fiz contigo em Santa Cruz pela UFRN.
      Joseni Santos.

      Excluir
  5. Boa leitura Joseni, significa dizer: boa vida. Viver é aprender, e, diante do seu tão bem escrito texto, fiquei muito satisfeito em saber que você está se renovando ao voltar a caminhos antes visitados; ao voltar as trilhas das antigas árvores e encontrando palavras recheadas de novos frutos. Seu repertório vasto, colhido nas folgas do trabalho, fez-me refletir sobre o quanto a vocação transforma vidas. Você correndo atrás dos seus ideais, utilizando, como auxílio, experiências de outros que sentiram o impulso de semear ao vento, e você ser esse campo semeado. Seu depoimento, trouxe-me uma vontade grande de correr atrás das minhas antigas veredas. Trouxe-me vontade de dizer o quanto é importante reescrever a própria história indo em direção ao que se acredita. Parabéns Joseni. Que venham mais e mais textos iguais aos seus. Que você encontre tempo, não só para ler, mas para compartilhar aqui suas experiências de vida, ou seja, suas experiências livrescas, já que viver é ler o mundo. Obrigado por me dar a oportunidade de lhe conhecer melhor, além do oi costumeiro entre amigos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Heraldo pelo carinho transbordante em suas palavras. Sigamos lendo.
      Joseni Santos

      Excluir
  6. 👏👏👏👏👏👏👏🙏❤️🌹

    ResponderExcluir
  7. Vc escreve muito bem, Joseni, parabéns, conseguiu demonstrar o prazer que sente ao ler seus amados livros. Já pensou em se tornar uma escritora?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora! Ora!
      Obrigada!
      Eu já escrevi juntos com amigos Professores 2 livros que tratam de assuntos voltados para a educação.
      Joseni Santos

      Excluir
  8. Incrívei seu texto. Sempre descobriremos coisas novas quando vamos fazer a segunda ou mais leituras de livros. Parabéns Joseni.Sua experiência certamente despertará o interesse do leitor. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma releitura sempre nos possibilita novos conhecimentos.
      Obrigada!
      Joseni Santos

      Excluir
  9. Boa noite!! Essa é a Joseni que Eu conheço!!!!!!!! Parabéns!!!! Vamos (pretensão) elaborar uma espécie de fichário para cada obra lida, com o objetivo de facilitar a leitura daquelas pessoas que não dispõem de bastante tempo e, depois, publicar??? Kkkkkkkkkkk Se topar, serei o seu Secretário!!! Um grande abraço de uma pessoa que muito lhe estima!!!!!! 🙏🙏🙏🙏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Professor Marinho!!!!!!
      Descobri sua identidade devido a conversa que tivemos via telefone. Vez por outra eu penso em fazer anotações sobre cada livro lido incluindo uma pequeníssima resenha (existe????) e dados sobre o livro e autor, mas fica só no campo da ideia. Sim, mas nunca foi com a intenção de publicação. Quem sabe? Tê-lo como SECRETÁRIO seria uma honra. kkkkkkkkkkk
      Obrigada!
      Joseni Santos

      Excluir
  10. Gostei amiga, não chego nem perto de vc, porém, li quase todos os livros da biblioteca do colégio no qual cursei do primário até o ginásio ( era assim a denominação, rsrsrs). Quando saia das aulas sempre levava um livro, e depois, relia todos. Bom demais ler! Obs.: tive o privilégio de estudar em uma escola privada (meu pai ainda podia pagar), onde havia uma biblioteca enorme. Ali desenvolvi meu amor pelas boas leituras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helis Cristina?
      Uma prazer compartilhar minhas experiências com você.
      Obrigada!
      Joseni Santos

      Excluir
  11. Respostas
    1. É um prazer saber que você leio e gostou.
      Obrigada!
      Joseni Santos

      Excluir
  12. Ponderações de quem ler "de cabo a rabo"! Que maravilha!!! No seu texto, identifico-me com muita coisa, a de ler mais de um livro por vez, a de reler alguns. Como tenho por costume grifar trechos nos livros, ao relê-Los fico me perguntado porque aquilo foi importante e hoje não é, ou admirada por ainda ser revante. Boas leituras, abraço leitureiro na espera de novos textos, um blog para vc chamar de seu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma honra tê-la como leitora deste texto. Sei que você é uma leitora contumaz e neste campo não chego aos seus pés. Realmente as releituras nos causam surpresas.
      Obrigada!
      Joseni Santos

      Excluir
  13. Parabéns Joseni! Reler novamente um livro é muito prazeroso. Geralmente estamos com mais maturidade nas ideias e com mais conhecimentos agregados. Surgi um novo olhar sobre o livro. O dinheiro para alimentar meus sonhos de leitora também não era suficiente. Eu também buscava as bibliotecas. Reler livros novamente era um hábito comum em minha família. Meu avô que era um leitor analfabeto também pedia para eu Reler novamente os Lamentos Cearenses. Ainda mantenho comigo sua velha cadeira de balanço. Fico sentada lendo novamente as doces lembranças de leitura da minha infância. Chego até ouvir a voz de meu avô recitando prosas e versos memorizados ao longo de sua vida. Texto escrito com muita sensibilidade. Abraços! Deixo meu respeito e admiração. Quando eu crescer quero ser igual a você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Um prazer interagir com você através deste texto. Seu comentário além de me alegrar bastante me trouxe lembranças da minha infância quando lia Literatura de Cordel para os meus avós e tios quando nos reuníamos à noite para ouvir as histórias contadas pela minha avo paterna. Cordéis lidos e relidos e vem sempre a minha memória "A louca do jardim"; A chegada de lampião no céu; A peleja do cego Aderaldo; entre outros.
      Joseni Santos.

      Excluir
  14. Texto maravilhoso! Vozes da minha adolescência e juventude. Reportei a um passado distante ao me identificar com o txto. A maioria das minhas leituras também era através de empréstimo de livros da Biblioteca Pública. Saudades!bela recordação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Feliz por trazer-te belas recordações.
      Joseni Santos.

      Excluir
  15. ������������ Parabéns ����������

    ResponderExcluir
  16. Parabéns Joseni! O seu entusiasmo ao expressar o seu amor e prazer pela leitura e contagiante. O livro, sem sombra de dúvida, é um excelente companheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feliz por sua interação Goretti.
      Obrigada!
      Joseni Santos.

      Excluir
  17. Somente alguém com uma enorme bagagem de (re)leituras pode emanar tanta sabedoria diante dos desafios impostos pela educação e pela vida. Cada prática uma gama de novos desafios. A cada desafio novas perspectivas de respostas. Parabéns pelo percurso que constrói.

    ResponderExcluir
  18. Feliz pelo seu comentário.
    Obrigada!
    Joseni Santos.

    ResponderExcluir
  19. Boa noite!
    Muito feliz por saber que este texto está me possibilitando interagir com diversas pessoas. Recebi muitas mensagens via watzap e via telefone. Que bom que vocês estão gostando.
    Minha amiga poetisa Adélia Costa me orientou a incluir autores potiguares nas minhas leituras ao conversarmos por telefone, uma vez que sentiu falta destes neste texto. Expliquei-lhe que tenho diversos leitores potiguares que já citei em um outro texto que fiz sobre leitura e que foi publicado neste mesmo blog. Mas tenho leitores potiguares na minha estante, entre eles, Gilberto Cardoso, Nailson Costa, Théo Alves, Jeanne Araújo, Marcos Cavalcante, Antonieto Pereira, diversos cordéis, principalmente das cordelistas e poetisas Liane Bezerra e Andressa Nascimento.
    Um esclarecimento... não sou muito boa em determinadas ferramentas da internet e não estou conseguindo comentar com o meu nome verdadeiro (Lucia é meu apelido e até hoje eu não sei como foi parar no google rssss)...
    Por este motivo estou colocando meu nome ao final de cada comentário.
    Abraços literários.

    Joseni Santos

    ResponderExcluir
  20. Belo texto!!! Parabéns 👏👏👏🌹🌹🌹🌹

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Feliz pela sua interação.
      Joseni Santos.

      Excluir
  21. Parabéns professora Joseni, pelas leituras, releituras e pelo belo texto!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Sigamos firmes e fortes nas linhas e entrelinhas das leituras.
      Joseni Santos.

      Excluir
  22. Parabéns Josenir,sua dedicação pela leitura nos enche de orgulho e o mais importante, seu depoimento incentiva aqueles que não dedica tempo a um momento tão precioso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Fiquei feliz com o seu comentário.
      Joseni Santos.

      Excluir

Comentários com termos vulgares e palavrões, ofensas, serão excluídos. Não se preocupem com erros de português. Patativa do Assaré disse: "É melhor escrever errado a coisa certa, do que escrever certo a coisa errada”