APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Sobre Telhados e Pessoas - Cecília Nascimento


Sobre Telhados e Pessoas

Por Cecília Nascimento

Gosto de olhar a vida de cima dos telhados, sobretudo nos dias em que a minha não faz o menor sentido. Nesses momentos, vou para a academia e no lugar de músculos, malho minha consciência, exercito minhas reflexões e fico ali, no andar de cima, observando não as pessoas, mas os telhados das casas e dos prédios comerciais.
Os telhados podem nos ensinar muito sobre a nossa própria existência. De cima é possível ver como são diferentes entre si as telhas. Umas parecem tão gastas, cheias de musgo, lodo, como quem já suportou muitos invernos e apesar dos desgastes continuam ali, dando o melhor de si, dando cobertura para a existência alheia.
Outras telhas, no entanto, apesar de estarem no mesmo telhado, mostram-se tão limpas, como se tivessem a seu serviço um mordomo que lhes lava e lustra diariamente. Como isso é possível? Como, estando em uma mesma cobertura, estejam em estados tão diferentes? Indagando-me a respeito disso, lembrei que também são assim as pessoas... Apesar de estarem todas sobre o mesmo pavimento da Terra, todas debaixo do mesmo sol, algumas parecem tão plenas como se nenhum inverno as atingisse, já outras, cheias de lodo e nódoa, como se na vida não faltassem os ais e nunca viessem os dias de glória.
A despeito da condição dos telhados, continuei meu momento deprê e voltei meu olhar para o que poderia se passar debaixo daquelas coberturas. Estariam as pessoas ali como o teto que as abrigava? Todos na mesma casa, na mesma família, mas em estados tão distintos entre si? Ou todos cantariam no mesmo tom? Será que elas estariam naquele momento filosofando sobre a vida como eu, talvez em suas calçadas, voltando o olhar para os transeuntes e procurando um sentido para a vida?
Ao longe, observei outros telhados. São coberturas de instituições comerciais e religiosas. Da altura, destoam das demais casinhas. Por que tão altos e “imponentes” para uma existência tão pequena como a nossa? Por que construir tanto, arrecadar tanto, guardar tanto para uma passagem tão breve? Será que também possuem teto de vidro ou a fraqueza fica apenas para gente de carne e osso como eu?

Voltei para minha casa sem exercitar músculo algum, apenas a alma. Casa a dentro, dirigi-me para a janela da cozinha, a contemplar meu próprio telhado de outra perspectiva... Ali, entre as grades da janela e o crepúsculo daquele dia que só podia terminar em poesia, eu desfrutei de um novo olhar sobre a vida. Os telhados daqui de baixo parecem mais limpos do que quando vistos lá de cima... Talvez eu precise enxergar o melhor das pessoas, afinal de contas, esse Céu, no fim de tarde, faz todo Devaneio valer a pena no Final.

VEJA TAMBÉM:

BLOG DA APOESC: ACEITAÇÃO - Cecília Nascimento

apoesc.blogspot.com/2016/08/aceitacao-cecilia-nascimento.html
1 de ago de 2016 - ACEITAÇÃO - Cecília Nascimento. Sim, com olheiras. Elas mostram que estou acordada para a vida. Sim, de pele limpa. As rugas mostram ...

BLOG DA APOESC: Domingo de Sol - Cecília Nascimento

apoesc.blogspot.com/2016/07/domingo-de-sol-cecilia-nascimento_24.html
24 de jul de 2016 - Domingo de Sol - Cecília Nascimento. Domingo de Sol. Hoje, nem o mar está na vibe... Acordou cinza, sem vontade de domingar. Clamou ao ...

BLOG DA APOESC: NO DIA DA POESIA - Cecília Nascimento

apoesc.blogspot.com/2016/03/no-dia-da-poesia-cecilia-nascimento.html
NO DIA DA POESIA - Cecília Nascimento. No Dia da Poesia (14/03/16), a Casa de Cultura Popular de Santa Cruz Palácio Inharé esteve em festa.

BLOG DA APOESC: Sobrevivente - Cecília Nascimento

apoesc.blogspot.com/2015/04/sobrevivente-cecilia-nascimento.html
22 de abr de 2015 - Sobrevivente - Cecília Nascimento. O meu céu já desabou faz tempo. E quando pensei na morte certa. Vi que o Armagedon só estava ...

BLOG DA APOESC: A Descoberta I (Cecília Nascimento)

apoesc.blogspot.com/2015/06/a-descoberta-i-cecilia-nascimento.html
18 de jun de 2015 - A Descoberta I (Cecília Nascimento). Quando o dia fechou os olhos. Uma menina não sorriu. Em sua face, a ausência da certeza. Mas havia ...

BLOG DA APOESC: De repente trinta: Seguir... para onde? - Cecília ...

apoesc.blogspot.com/2016/05/de-repente-trinta-seguir-para-onde.html
1 de mai de 2016 - Cecília Nascimento. Seguir... para onde? Mordendo os lábios... não é prazer, é pesar. Por que ficamos presos a um corpo, uma era, uma idade ...

QUE FAZER SE SOU CEGA DE PALAVRAS?... - Cecília Nascimento

apoesc.blogspot.com/2011/10/que-fazer-se-sou-cega-de-palavras.html
28 de out de 2011 - APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada ... Cecília NascimentoCecília Nascimento de Oliveira.

BLOG DA APOESC: Chove... - Cecília Nascimento de Oliveira

apoesc.blogspot.com/2012/09/chove-cecilia-nascimento-de-oliveira.html
2 de set de 2012 - Chove... - Cecília Nascimento de Oliveira. Hoje não versejarei, nem intentarei em prosa poetizar, mas amanheci com sede de relatar. Chove!