APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


domingo, 24 de julho de 2016

Domingo de Sol - Cecília Nascimento

Domingo de Sol


Hoje, nem o mar está na vibe... Acordou cinza, sem vontade de domingar. Clamou ao Sol que por misericórdia não o viesse visitar... Convidou a chuva para compactuar com sua tristeza e afugentar os indesejados...
A despeito de sua dor, o Sol apareceu. Contou, no entanto, com a companhia da chuva e do forte vento... Estava composto o cenário para minha inquietante manhã de domingo.
Sento na areia como quem busca inspiração para continuar respirando... Poucas crianças ensaiam a ternura das brincadeiras de castelos de areia... Ao longe, uma grávida oferece seu ventre para o Mar beijar o bendito fruto que, breve, iluminará ou embaçará ainda mais o mundo dos mortais. Mas, o Mar, a meu exemplo, também não está para beijos. Ele sacode, irritadíssimo, alguns surfistas que não entenderam ainda seu momento deprê... não interessa se hoje é domingo e se o Sol, esse insensível, não atendeu ao seu apelo... que se dane!
Sentada, já decidida a me escrever, o mar invoca à praia e recebo uma rajada de areia na face entorpecida... uma tentativa frustrada de me impedir... Mas não há força capaz de parar uma crônica quando ela já nasceu dentro de nós...
Como quem finalmente despertou após semanas de marasmo, pego minha caneta rosa e meu bloquinho artesanal de papel, que, diga-se de passagem, na saída para esse passeio foi dissuadido de ir à praia, com quem ouve que ali não era lugar para compromissos ou notas, só esquecimento... e comecei a escrever.
Bom seria mesmo, para o Mar e para mim, que nesse lugar só reinasse o esquecimento... Mas, lamentavelmente para ambos, é impossível contemplá-lo sem trazer a lume um mar de recordações, rajadas de sensações, nem sempre doces, e fincar os pés na mais pura nostalgia... Isso porque para gente que já nasceu dolorida nem todo domingo é dia de Sol... mesmo que ele apareça no final.

Cecília Nascimento

24/07/2016