APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


terça-feira, 1 de abril de 2014

MORTE DE JARDEL - Gilberto Cardoso dos Santos


O meu dia ensolarado
Ficou todo enegrecido
Quando me foi avisado
Que Jardel tinha morrido
Pra sala de aula eu ia
E o professor João Maria
ligou para avisar
eu senti um nó no peito
e segui todo sem jeito
sem condições de ensinar.

Pra mim foi impactante
Saber que ele morreu
Era um aluno brilhante
E um grande amigo meu
Vez por outra eu o chamava
E muito o incentivava
A batalhar pela vida
Ele com gosto me ouvia
Nos estudos prosseguia
Sem reação atrevida

Era o melhor estudante
Que no nono ano havia
Sua presença constante
Alento à classe trazia
Durante a explicação
Prestava muita atenção
Em tudo que eu ensinava
Tinha fome de aprender
E sua sede de saber
Com prazer eu saciava.

Nosso querido Jardel
Adorava poesia
E alguns versos de cordel
Vez por outra ele fazia
Eu muito o admirava
e sempre o elogiava
porque era talentoso
de seu drama eu não sabia
e pensava que teria
um futuro glorioso.

Eu tinha muita vontade
De sua mãe encontrar
Pra ter oportunidade
De sobre ele falar
e um dia quando a encontrei
muito a parabenizei
pelo modo que o criou
ela me agradeceu
e muito se comoveu
com tudo que escutou.

Eu disse de coração
O seu filho é um tesouro
Vai ser um bom cidadão
é um menino de ouro
é um rapaz atencioso
responsável, caprichoso
um aluno sem igual!
Ela me disse, obrigado
Jardel é meu filho amado
Ele é muito especial

Jardel para mim é tudo
Aquela mãe me dizia
Ele era o seu escudo
Sua maior alegria
Além de filho excelente
Era o seu confidente
Alguém em quem confiava
Diante de algum dilema
Ou enfrentando um problema
Com ele desabafava.

Além de bom estudante
Ele era trabalhador
Trabalhava de feirante
Ajudando a um senhor
Tudo quanto arranjava
Pra sua casa levava
Com sua mãe dividia
Também como carroceiro
Usava bem o dinheiro
Conforme a mãe lhe pedia.

Neste dia da mentira
Esta verdade cruel
Toda alegria nos tira
Com a morte de Jardel.
Jardel nosso aluno amado
Partiu para o outro lado
Se foi sem explicação
Que a vida que levou
E o exemplo que deixou
Sirva de consolação.

Essa notícia atroz
De surpresa nos pegou
Ele era um anjo entre nós
Que para o céu retornou.
Ele foi muito tentado
E às vezes assediado
Para crimes praticar
Porém sempre recusou
Conforme me confessou
Só pensava em estudar.

Jardel era para mim
Um motivo de alegria
Que queria um filho assim
Vez por outra eu lhe dizia
Jardel me traz à lembrança
Que quando eu era criança
Com ele era parecido
Eu ficava sempre atento
Vendo seu comportamento
Me sentia comovido.

Que seu filho era um santo
Sua mãe pode dizer
Um jovem cheio de encanto
Que só lhe trouxe prazer
E nós, professores dele
Sempre vislumbramos nele
Um futuro promissor.
Jamais imaginaríamos
Que tão cedo sentiríamos
Tão grande tristeza e dor.

Nessa hora tão cruel
Nem se sabe o que falar
Pois a morte de Jardel
Não é fácil aceitar.
Que a família seja forte
E de algum modo suporte
Esse momento sombrio
Jardel, Adeus meu irmão,
Fica em nosso coração
Esse enorme vazio!

Se os jovens de hoje em dia
Se inspirassem em Jardel
O planeta mudaria
E seria quase um céu.
os pais se alegrariam
escolas melhorariam
e toda a sociedade
em seu exemplo se inspirem
e um dia, quando partirem,
também deixarão saudade.

Breve foi a sua vida
Porém foi muito marcante
Triste é sua partida
Você foi muito importante
Família, o que dizer
Quando acabam de perder
um ser tão especial?
Segurem na mão de Deus
Pois ele protege os seus
Na hora do vendaval.