APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


segunda-feira, 11 de julho de 2011

QUANDO CHOVE NO SERTÃO - Adriano Bezerra


Antes da chuva o sertão
É seco de fazer pena
Chega dói olhar a cena
Das plantas secas no chão,
Dos bichos sem ter ração,
Com sede, bebendo lama,
Do agricultor que clama
Dia e noite sem parar
O sustento do seu lar
No mais pesaroso drama.

Quando chove e molha a terra
Devastando a sequidão
Faz festa de animação,
E o rebanho alegre berra,
O sapo se desenterra,
Vai pras águas de mansinho
Enquanto que o passarinho
Com todo o contentamento
Põe no bico o alimento
E leva para o seu ninho.

Transbordam rios, barreiros,
Cacimbas e cacimbões...
Os patos e os mergulhões
Nas águas nadam faceiros,
As galinhas pros poleiros
Resolvem subir mais cedo,
E o tatu sentindo medo
Corre ligeiro e se entoca
Na brecha de uma loca
Esculpida no rochedo.

O agricultor contente
Louva a Deus e agradece
E quando o dia amanhece
Pega cedo no batente
Limpa o chão, joga a semente
Com força e disposição
O ano inteiro tem pão
Vai embora sede e fome
Todo mundo bebe e come,
Quando chove no sertão.