APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


domingo, 12 de junho de 2011

APRESENTAÇÃO - Lindonete G. A. D. Câmara


Aos grandes poetas santacruzenses quero começar a saudar

Riquíssimos em prosa e poesia deem licença para eu me apresentar

Não como poetisa, mas com alegria ritmada entoar

Fui convidada a escrever e sem pretensa maestria irei me identificar.


Nesse espaço cultural quero minha marca registrar

Nenhuma semelhança, porém aos grandes poetas desse lugar

Começando por Gilberto, cordelista que sempre soube arrasar

E ao sábio Marcos Cavalcante que o admiro sem cessar.


Também escrevo nesse estilo e de vocês pego carona

Já rabisquei no passado muitas folhas no avesso sem publicar

Numa outra simetria de palavras mal trocadas num desatinar

Deixei meus sentimentos d’alma em água mergulhar.


Voltando aos poetas quero a outros comentar

O grande Hélio Crisanto, vestido ou não de padre, sabe muito se expressar

E também o Teixeirinha, inteligente e atual, quero elogiar

Há outros que devo valorizar, incluindo Marcelo Pinheiro que sou suspeita a falar.


Em meio a tantos homens do escrever e atuantes

Tem o grande Nailson Costa, o Aurélio ambulante

Diante desses poetas de intelecto e aprovação

Que mais posso expressar nessa estreita apresentação.


Engavetados tenho poemas ou letras soltas no chão

De tempos remotos e do atual contexto então

Tenho rascunhos deslizando na tinta e no borrão

Escritas que escorrem e desembocam em minhas mãos.


Se a APOESC desse torrão me permitir

Quem sabe esporadicamente algo irei redigir

Expressar o que não sei e o que posso sentir

Revelar signos e significados ao meu inerente existir.


Na revelação desse falar frases querem se adiantar

A verdade é fotografia dessa anônima a declarar

Emoções nas folhas escritas que não devo negar

Só entende os poetas por terem sentimentos a derivar.


Em versos mal alinhados e sem nenhuma precisão

Revisto minhas palavras na oportuna apresentação

Rascunho sem máscara, com subjetividade e ação

Se quiserem de fato me conhecer, posso outras vezes escrever.


Lindonete G. A. D. Câmara – Assistente Social e Graduanda em Psicologia é natural de Santa Cruz e reside em João Pessoa/PB


RECEPÇÃO:


Bem-vinda seja ao espaço

receba um online abraço

Afinal, é Lindonete:

seu nome rima com Net.

Engatinhe à vontade

neste blog/comunidade

Depois ande, pegue carona

e se entregue à maratona.


(Gilberto Cardoso dos Santos)



Escrever é um exercício
Que estimula a razão
É também um belo vício
Que nasce da emoção
Seja bem-vinda escritora
Com fogos, balão e confete,
Esposa do amigo Roberto Flávio
Meus parabéns! Lindonete.

Marcos Cavalcanti

19 comentários:

  1. Francisca Joseni dos Santos12 de junho de 2011 05:35

    Parabéns Lindonete! Como nos demais campos... o campo da poesia é um território quase que totalmente habitado pelos homens e é raro as mulheres adentrarem neste terreno. Um detalhe: geralmente é necessária a alma romântica para gostar ou fazer poesia e o romantismo se faz mais presente nas mulheres.

    ResponderExcluir
  2. Marcos Cavalcanti12 de junho de 2011 05:46

    Escrever é um exercício
    Que estimula a razão
    É também um belo vício
    Que nasce da emoção
    Seja bem-vinda escritora
    Com fogos, balão e confete,
    Esposa do amigo Roberto Flávio
    Meus parabéns! Lindonete.

    ResponderExcluir
  3. Joseni,

    caso também costume exprimir-se por escrito em prosa ou poesia, fique à vontade para remeter seus textos a gilberto_kardoso@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. PARABÉNS, LINDONETE!
    VENHA ABRILHANTAR E REPRESENTAR A MULHER NESSE ESPAÇO.
    VC SIMPLESMENTE MOSTROU QUE ESCREVE MUITÍSSIMO BEM.
    ARRAZOUUUUU! LIDIANE

    ResponderExcluir
  5. Muito bom Lindonete, mais uma escritora pro blogue, seja bem vinda.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns , Lindonete!
    Como Stª Cruz tem poetas e poetisas,fico encantado!
    Gosto muito de rimas e li com muito prazer!
    Com muito respeito,além de muito bonita é escritora de mão cheia.
    Quero ler mais e mais!

    João.

    ResponderExcluir
  7. Lindonete, seja bem vinda ao blog, agora como escritora.

    Marcelo Pinheiro.

    ResponderExcluir
  8. Sendo irmã de Marcelo Pinheiro e esposa de Roberto Flávio, precisa dizer mais alguma coisa? Digo sim, ela tem brilho próprio. É inteligentíssima, e o que mais importante, sabe ser humilde! Seja bem-vinda, Lindonete! Ah, diga a Roberto que dê as caras também!

    ResponderExcluir
  9. PARABÉNS MINHA IRMÃ QUERIDA!
    Para mim não é surpresa essa sua vocação, pois lembro-me perfeitamente dos seus escritos ao longo de sua vida, inclusive da riqueza de detalhes com que apresentava um determinado assunto..aliás, uma escritora e psicóloga nata! É isso aí, continue nos agraciando com mais escritos.
    Luciene Araújo

    ResponderExcluir
  10. Francisca Joseni dos Santos12 de junho de 2011 18:26

    Gilberto,

    Obrigada pelo convite, no entanto, presentemente não poderei aceitar, pois os textos que escrevo não versam sobre poemas ou poesias são textos de cunho científico - pedagógicos - sem retórica ou métrica,portanto não se enquadram no ritmo, nas rimas e/ou aliterações presentes e necessárias à cadência da poesia.
    Quando cursava o antigo ginásio - hoje ensino fundamental - eu escrevi bastante em forma de poema e de poesia, mas uma colega de sala que morou em Santa Cruz - RN tomou meu "caderno de escritos" emprestado e nunca me devolveu, inclusive não sei o que esta pessoa fez com este caderno.
    Quem sabe um dia escreverei poemas e/ou poesias que estejam à altura do Blog da APOESC?
    Francisca Joseni dos Santos - Pedagoga

    ResponderExcluir
  11. Lindonete,parabénssss!
    Te conheço e sei de sua capacidade...continue amiga,pois lembro quando estudávamos juntas e vc já demonstrava esse talento.Sua apresentação foi perfeita,com humildade,qualidade que poucos possuen.Foi muito inteligente e feliz, quando primeiramente saudou os colegas,está realmente no caminho certo e tenho certeza que maravilhas virão. Ah,detalhe: Aproveite!sei que vc também escreve em outros estilos e esse blog publica todo tipo de texto,basta revê-los detalhadamente


    Um grande abraço!

    Sua amiga, SUSANA! Bjss!

    ResponderExcluir
  12. Lindonete disse:
    AGRADECIMENTO
    Venho agradecer a todos pelo carinho e incentivo. Desculpe a empobrecida escrita. Expressei-me simplesmente com a emoção, sem preocupação com rimas metrificadas, essa homofonia da tradição literária. Despreocupada muito menos com estrofes padronizadas, tipo Fernando Pessoa. Ah, grande Fernando Pessoa que por sinal usava exemplos soberbos expressivos da aliteração, figura de linguagem bastante utilizada pelos grandes poetas. Meu objetivo foi simplesmente escrever com reconhecimento prolixo, isento de boa sonoridade e equilíbrio da tonicidade de sílabas, mas com intuito de elogiar a APOESC, que a pesar de ser composta por HOMENS CULTOS é também uma entidade de cultura bastante popular. “TENDO AMOR À CULTURA”, obedecendo a esse slogan da associação presente, deixo claro que resolvi participar com imprecisão, sem quartetos e tercetos, apenas pelo AMOR À CULTURA. Obrigada mais uma vez, pela consideração e apoio. À Nailson, quero agradecer pela sensibilidade de compreender perfeitamente a mensagem, quando cultamente usou o termo “HUMILDADE”. Já ia postar esse agradecimento, Susana, e, encontrei suas palavras, seu carinho... muito obrigada, saudades de você e grande abraço.
    LINDONETE CÂMARA

    ResponderExcluir
  13. Lindonete, os teus primeiros escritos sobre o blog são um sucesso. Felitações para a tua coragem e a justeza das teus palavras !!!
    Continue amiga !!! Bjos

    ResponderExcluir
  14. Está fazendo sucesso, hein?
    Sua apresentação foi magnífica...Posta mais vezas,essa riqueza guardada aí dentro de vc.

    Uma voz anônima!

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  16. Minha amiga, também é poetisa.
    Não sabia, me sinto feliz.
    Bota pra fora verso que fica,
    Pois asim a vida que diz.

    Também gosto de escrever,
    além de ser artesã.
    Sou pedagoga, pra você ver,
    mas gosto mesmo é de ser fã.

    Aos poetas desta terra,
    quero aqui agradecer,
    Sabendo que sempre erra,
    Aquele que não escrever.

    Versos, prosas ou poesias.
    Seja o que for, tenho admiração.
    Apesar de muitas alegrias.
    Quero deixar minha gratidão.

    ResponderExcluir
  17. Minha amiga, também é poetisa.
    Não sabia, me sinto feliz.
    Bota pra fora verso que fica,
    Pois asim a vida que diz.

    Também gosto de escrever,
    além de ser artesã.
    Sou pedagoga, pra você ver,
    mas gosto mesmo é de ser fã.

    Aos poetas desta terra,
    quero aqui agradecer,
    Sabendo que sempre erra,
    Aquele que não escrever.

    Versos, prosas ou poesias.
    Seja o que for, tenho admiração.
    Apesar de muitas alegrias.
    Quero deixar minha gratidão.

    ResponderExcluir
  18. Vejam só: mais uma chega
    rimando com qualidade
    Conhecia Bernadete
    mas não tal capacidade.

    ResponderExcluir
  19. Minha amiga Lindonete,
    também é uma poetisa.
    A conheço só da net,
    não da terra q a gente pisa.

    Gosto muito de escrever,
    apesar de ser artesã.
    sou pedagoga e gosto de ler,
    mas gosto mesmo é de prosa sã.

    Parabenizo aos poetas amigos,
    que por aqui ainda se apresentam.
    Sei que todos tem compromissos,
    mas os versos assim, complementam.

    Neste momento tenho gratidão,
    por saber que temos espaço,
    Que é dedicado de antemão,
    aos poetas, amigos e irmãos.

    Deixo aqui somente uma marca,
    desta arte que é muito importante.
    Pra fazer esta porta ser larga,
    aos que querem ser artista um instante.

    BERNADETE OLIVEIRA
    26/FEV/2012

    ResponderExcluir

Comentários com termos vulgares e palavrões, ofensas, serão excluídos. Não se preocupem com erros de português. Patativa do Assaré disse: "É melhor escrever errado a coisa certa, do que escrever certo a coisa errada”