APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

O filme A VILA (resenha e link) - Cleudivan Araújo


Título do Filme: A Vila
Título original: The Village
Diretor: M. Night Shyamalan
Gênero: Suspense
Duração: 108 Min.
Ano: 2004
Atores Principais: Joaquin Phoenix, Bryce
Dallas Howard, William Hurt, Sigourney Weaver,
Adrien Brody, Judy Greer, Jayne Atkinson,
Michael Pitt, Cherry Jones, Celia Weston.

Trilha Sonora: James Newton Howard
Roteiro: M. Night Shyamalan  


ENREDO DO FILME

O filme é ambientado em uma pacata vila norte-americana do séc. XIX, circundada por uma imensa floresta, munida de guaritas, longe de qualquer contato com o mundo exterior. Na Vila, as leis são determinadas pelo conselho de anciões, que são parte dos fundadores daquele lugar. É fomentada por esse conselho, uma lenda de que criaturas sobrenaturais habitam a floresta, sendo esta a sua área, e que não deverá ser invadida em hipótese alguma, sob pena deles, denominados de “aqueles que não mencionamos o nome”, virem invadir e destruir a Vila e exterminar seus moradores.
Como em todas as comunidades, problemas não tardam a acontecer, então, o jovem Lucius (
Joaquin Phoenix) questiona os anciões sobre o porquê do isolamento total da Vila, e pede permissão para atravessar a floresta, com o intuito de buscar soluções para situações práticas. Certo dia, o rapaz resolve ultrapassar o território da Vila e adentra um pouco na floresta. A partir desse momento inicia-se uma cadeia de acontecimentos estranhos, como a aparição de animais mortos e até mesmo a presença das criaturas sobrenaturais no interior da comunidade.
Logo em seguida, Lucius é ferido por Noah Percy (
Adrien Brody), e a única saída para salvar sua vida é a busca de ajuda externa. Para esta tarefa, se prontifica Ivy Walker (Bryce Dallas Howard), uma
jovem cega que sente por Lucius um amor inimaginável. Por tomar tamanha decisão, ela faz descobertas relevantes que podem modificar a rotina de todos os moradores da Vila para sempre.
Apesar de não enxergar, a moça é munida de uma determinação imensa, e sai floresta adentro 
apesar do perigo iminente, em busca da salvação para Lucius.

O QUE PODEMOS APRENDER COM ESTE FILME?

O filme “A Vila” pode nos deixar diversos ensinamentos, por exemplo: a superação da incerteza, que será concretizada pela busca da verdade, e isso nós poderemos visualizar nos personagens Lucius e Ivy Walker. A verdade é algo íntimo de cada ser humano, às vezes o que é considerado verdade para determinado indivíduo nem sempre significa o mesmo para outros. Dessa forma, podemos afirmar que vivemos em um mundo permeado de “verdades”.
Atualmente, vivemos em uma sociedade que louva e acredita, nos mais diversos meios de
comunicações em massa, dentre eles, jornais, rádios, emissoras de televisão e internet, que nos sufocam diariamente com uma enxurrada de informações, nem sempre confiáveis. Assim como o povo do vilarejo retratado no filme, acreditamos nas verdades transmitidas pelos telejornais, repórteres, líderes religiosos, políticos etc, dentre tantos outros.
Então, o maior ensinamento que podemos obter ao assistir e analisar o filme “A Vila” é saber que as informações podem ser e, na realidade, são constantemente manipuladas, tornando-se verdades em nosso subconsciente. Assim poderemos chegar à conclusão de que todo ser humano deve ir em busca de sua verdade, desconfiando do que nos é apresentado como verdade absoluta. Neste sentido, deveremos formular indagações, exigir explicações e liberdade para expressarmos o nosso pensamento.
“A Vila”, de M. Night Shyamalan, criticado por muitos, pode até passar despercebido por olhares menos atentos, que o rotulam como sendo mais um filme de suspense norte-americano, no entanto, no meu entender é um filme perfeito para ser utilizado em sala de aula, pois, se o analisarmos com maior atenção, poderemos perceber nele uma diversidade de conteúdos a serem abordados, tais como: a manipulação de informações através dos meios de comunicação; o estudo de cores existentes no filme, como o vermelho e o amarelo; a presença dos efeitos sonoros e a ausência deles, que coordenam as ações de algumas cenas; a verdade; o medo; dentre tantos outros. Fica a dica!




Cleudivan Jânio



Veja o filme A VILA: