APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


terça-feira, 1 de abril de 2014

REFLEXÃO SOBRE A MORTE DE JARDEL - Shirley Felipe


Vou falar um pouco sobre a vida e não sobre a morte. Nesse momento, sei que Jardel fechou o ciclo de sua vida aqui na Terra. De forma precoce, é claro, mas Deus sabe o momento de nossa partida. Ele, aqui na Terra, cumpriu seu papel: bom filho, bom aluno, boa gente... a prova disso é estarmos aqui para dar  nosso até logo. Sim, porque a única certeza que temos é que um dia também partiremos. Cabe a cada um de nós se tornar inesquecível ou não. Cabe somente a nós escolher o jeito de viver. Hoje estamos todos com o coração muito dolorido com a perda de nosso amigo, mas Deus, em sua infinita misericórdia, nos oferece como uma dádiva o tempo. Tempo que faz essa dor transformar-se em saudade. Então, meus amigos, vivam, mas vivam com dignidade, com amor pelo próximo, com amor pela sua vida. Saibam fazer suas escolhas. Só temos dois caminhos, o do bem e o do mal. Escolhamos o caminho do bem; sejamos bons filhos, bons alunos, bons amigos. E, acima de tudo, nos tratemos como irmãos. Afinal de contas, mais tarde pode ser tarde demais. Tarde para abraçar, para ser boa gente, para dizer “Eu te amo”, enfim,  tarde demais. Façamos aqui na Terra coisas que nos façam bem e façam bem ao outro. Não percamos tempo com picuinhas, preconceitos, inveja... Deixemos que nossos corações sejam bons para um dia, quem sabe, também nos tornarmos inesquecíveis.

Quanto à família de Jardel, em particular a Graça, sua mãe, não sei a dor que você está sentindo. Sei que deve ser muito grande, mas deixe que essa dor se torne aos poucos em saudade. Pense que Jardel não gostaria de lhe ver assim; cuide dos seus filhos que estão aqui. Pois o que Deus levou certamente nesse momento está entre nós e orgulhoso de ver os frutos que ele colheu em vida.  Aos nossos alunos, que sirva de exemplo o gosto que ele tinha pelos estudos. E a todos nós aqui presentes, vamos nos aproximar e não deixar para dizer “Eu gosto de você” quando for tarde demais.