APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


sexta-feira, 7 de junho de 2013

SE SER BOM NÃO TEM VALOR VOU SER RUIM PRA VER SE PRESTA

MOTE: Dayane Rocha

Adriano Bezerra
Te dei tudo e mais um pouco
De você fiz meu caminho
Te dei todo o meu carinho
Muitas vezes fiquei rouco
Gritando que nem um louco:
Te amo feito a mulesta!
Mas você sempre indigesta
Desistiu do nosso amor
Se ser bom num tem valor
vou ser ruim pra ver se presta.

Jarcone Vital:

Eu amei pra se lascar,
E ela sempre difícil,
Quase fui para o hospício,
Tentei me suicidar,
Pra acabar de lascar,
Ainda enfeitou minha testa,
Como nada hoje resta,
Virei um namorador,
Se ser bom não tem valor,
Vou ser ruim pra ver se presta
Chagas Lourenço:

Eu também já fui assim
Entreguei meu coração 
E uma grande desilusão 
Se apoderou de mim
Aí achei que era o fim

Como vaqueiro sem vesta
Parecia fim de festa
Cheguei a mudar de cor
Se ser bom não tem valor
Vou ser ruim pra ver se presta



Hélio Crisanto:

Te conheci uma rosa
Que floria o meu jardim
Mas hoje foges de mim
Matreira e toda escabrosa.
Passeia toda orgulhosa
Quando me ver desembesta
Diz que agora me detesta
E sente o maior pavor
Se ser bom não tem valor
Vou ser ruim pra ver se presta



Gilberto Cardoso:

Trabalho feito um jumento
Não gosto de enrolar
mas tenho que aguentar
briga e aborrecimento
não recebi um aumento
a patroa é desonesta
tudo que eu falo contesta
pra pagar é um horror
se ser bom não  tem valor
vou ser ruim pra ver se presta

só porque eu bebo cana
e gosto duma bolinha
a mulher me aporrinha
reclama toda  semana
Eu sou um genro bacana 
e levo vida modesta
mas minha sogra protesta
diz que sou esbanjador
se ser bom não tem valor
vou ser ruim pra ver se presta

hoje eu não vou fazer nada
não vou lavar o banheiro
vou deixar o dia inteiro
a casa desarrumada
vou me sentar na calçada
de tarde tiro uma sesta
vingança é o que me resta
prum marido traidor
se ser bom não tem valor
vou ser ruim pra ver se presta

eu vou cair na gandaia
vou beber, vou farrear
e se um clima pintar
hoje ele leva uma gaia
por qualquer rabo-de-saia
ele atrás se desembesta
até a mãe o detesta
não passa de um fingidor
se ser bom não tem valor
vou ser ruim pra ver se presta

Quando me candidatei
só pensava em trabalhar
pretendia apresentar
vários projetos de lei
porém me equivoquei
fiz uma campanha honesta
a oposição funesta
elegeu um ditador
se ser bom não tem valor
vou ser ruim pra ver se presta.

Tudo que ele pedia,
com o maior amor eu dava
mas ele só me xingava
e jamais agradecia
aí, quando foi um dia,
eu tava com a mulesta
meti-lhe um murro na testa
e ele gritou de dor
se ser bom não tem valor
vou ser ruim pra ver se presta.

Vejam mais nos comentários