APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


domingo, 17 de fevereiro de 2013

Celso Crisanto e a chuva

Hélio Crisanto
Quando a goteira pingou
O sertanejo sorriu
Jesus com pena da gente
Deu um basta no estio
Quem sabe chegue a fartura
Antes do mês de Abril

(Hélio Crisanto)

Selma Crisanto
(Selma Crisanto)
Pra gente comer pamonha
Feijão verde e milho assado
É só agora plantar
E ajeitar o roçado
Que pena que o nosso pai
Já anda meio cansado

Hélio Crisanto
Pena que meu velho pai
Hoje esta aposentado
Já encostou a enxada
Pois já lutou um bocado
Pra gente comer canjica
E assar milho no roçado

Selma Crisanto
Assar milho no roçado
Limpar mato e plantar
Papai criou cinco filhos
E nunca vi reclamar
O suor que derramou
Só Deus o compensará

Flávio Dantas
 Ele tá aposentado
Por que fez por merecer,
Foi um herói na enxada
Plantando para colher,
E ficava satisfeito
Vendo cada filho comer.

(Flávio Dantas)
Hélio Crisanto
Cria babugem pro gado
O capim engrossa a folha
O sapo pula da água
Cantando e fazendo bolha
Um caçote se escancha
Boiando em cima da rolha
Selma Crisanto
O nosso pai é letrado
É o orgulho da gente
Nunca vi um agricultor
Ter tanta memória e repente
É nele que me inspiro
Pense num homem decente
Hélio Crisanto

Foi um homem competente
Na arte de educar
Das historias de trancoso
Sempre tinha pra contar
Botava a gente na rede
Ate o sono pegar
Selma Crisanto
Na arte de educar
Papai tem o seu valor
Apesar de pouco estudo
Letramento não faltou
Formou os seus cinco filhos
Tornando-os todos doutor