APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


sexta-feira, 13 de julho de 2012

UMA ÚLTIMA NOTINHA - Marcos Cavalcanti


 
Gilberto, 

você sabe da estima que lhe tenho, de modo que não preciso ser redundante aqui. Achei necessário uns últimos esclarecimentos: em primeiro lugar, que a minha decisão de não mais publicar aqui, reafirma o meu compromisso de continuar lutando contra o anonimato, mas não pensem, estimados e legítimos leitores, que luto contra este ou aquele anônimo em particular, seja o tal do Boca ou o tal do Alberto, ou num meio específico de comunicação (internet), se assim fosse isso seria mero casuísmo de minha parte, e digo mais, se estivesse na antiguidade ou no século XXV, continuaria tendo a mesma forma de pensar quanto à esta forma nefasta de manifestação, que como exemplifiquei anteriormente, até para elogiar, valem-se dela. Sócrates preferiu a cicuta, a negar o seu pensamento, ele que debatia questões como a verdade, o belo, a justiça e a divindade, e o fazia nas praças públicas, nas ruas de Atenas. Foi acusado de corromper a juventude e de ser um ímpio. Mataram-no e os que o mataram, estão mortos, Sócrates, Vive! Então, as desculpas de ambos, Gilberto, não são válidas para mim, não me tocam porque também carecem de legitimidade. Portanto, não imagine que perdoei a um e a outro por suas desculpas, e por uma razão muito simples, eles continuam sendo uma MENTIRA, e a mentira, não se perdoa. Perdoa-se sim, aquele que sendo verdadeiro e que tendo incorrido em mentiras, pede honestamente perdão, a este, se perdoa, quiçá, até setenta vezes sete. Não gosto de mentiras, não estimo o falso, não prezo o pastiche, fujo do que não é verossímil, até mesmo na literatura. Em segundo lugar, a minha ausência com publicações no blog não trará nenhum prejuízo ao mesmo, ao contrário, possivelmente aumentará o número de leitores, sobretudo pelo que ganha com a presença do senhor Alberto ou pelo ressurgimento de um novo Boca retravestido, incubado. Reafirmo Gilberto que continuarei um leitor seu e de muitos outros que aqui escrevem, e debateremos no particular aquilo que nos convier, mas quanto ao post dos anônimos, seja no principal ou nos comentários, estes não me interessam, aos seus venenos, saio ileso pois já tenho anticorpos suficientes em meu mirrado corpo. 

Atenciosamente, 

Marcos Cavalcanti