APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


domingo, 7 de agosto de 2011

Velha Guarda da Portela‏ - Robertinho





Hoje irei falar de uma "joia rara" que ainda permanece a enaltecer e engradecer o samba no mundo. Estou falando de um mundo particular veiculado aos grandes mestres do samba brasileiro quero dizer: A VELHA GUARDA DA PORTELA, sinônimo de alegria, descontração, vitalidade, perserverança, de alguns jovens senhores que guardam na mente e no coração pérolas do cancioneiro popular que um dia foi desvendado pela jovem cantora e também PORTELENSE Marisa Monte. Com ela foi lançado o filme em Paris denominado "O mistério do samba" em homenagem à VELHA GUARDA DA PORTELA com participação especial dos sambista e PORTELENSES: Paulinho da Viola, Marisa Monte e Zeca Pagodiniho. "Em uma tarde qualquer, de um dia de semana qualquer, retornamos a Oswaldo Cruz, ninho do Grêmio Recretaivo Escola de Samba PORTELA, com o propósito de despertar momentos e situações adormecidos na memória". Trecho do livro A Velha Guarda da Portela de João Batista M. Vargens e Carlos Monte, pai da Marisa Monte. A primeira formação da Velha Guarda da Portela foi em 1970 era composta por: Ventura, Francisco Santana, Manaceia, Cláudio, Armando Santos, Alcides Lopes, Antônio Caetano, Vicentina, Aniceto, Monarco, Armando Santos, Mijinha, Iara, Alberto Lonato e João da Gente. Hoje passados mais de 40 anos a VELHA GUARDA DA PORTELA está composta assim: Monarco, David do Pandeiro, Argemiro, Cabelinho, Casquinha, Casemiro, Guaracy, Áurea Maria, Eunice, Surica, Neide, entre outros.

A VELHA GUADRA DA PORTELA tem muitos grandes e inúmeros sucessos lançados em suas vozes como: Quantas lágrimas, se tu fores na Portela, Sofrimento de quem ama, Vaidade de um sambista, Levanta cedo, Cocorocó, Tristeza, Vida de fidalga, Alegria tu terás, Passado de Glória, Poetela desde que nasci, O mundo é assim, Nascer e florescer, A noite que tudo esconde, Volta meu amor, Falsas juras, você me abandonou, Tudo azul, Minha vontade, Corri pra ver e Lenço.

A VELHA GUARDA DA PORTELA é um tesouro encontrado no fundo do mar de quem ama de verdade o samba. OUÇA-OS.