APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


sábado, 24 de março de 2018

ATRAVÉS DO APAGÃO EU VI O CÉU ESTRELADO (Zé Ferreira)


Mote do poeta Vivaldo Costa
Glosas: Zé Ferreira

Ontem faltou energia
Num trecho desse Brasil
E a noite, num véu anil,
Chegou envolta em magia.
A lua, calma, saía
Lá do seu "quarto minguado"
Num transparente bordado
Adornando a vastidão
Através do apagão
Eu vi o céu estrelado.

Faltou eletricidade:
Mais um dos muitos sinais
Que as reservas naturais
Perdem a capacidade.
Percebo a humanidade
Num curso desenfreado
Depalperando o legado
Da obra da criação.
Através do apagão
Eu vi o céu estrelado

Em muitos causou lamentos
A falta da energia
Em mim causou alegria
Pois vivi uns bons momentos
Coloquei alguns assentos
Num alpendre gradilhado
Esposa e filhos sentados
Partilhas e violão
Através do apagão
Eu vi o céu estrelado.

Sanoite, sem enegia,
Nois num ligou a TV
Eu dixe: vem cá, Maria!
Ela gritou: "qué o quê?"
- Rumbora fazê minino?
Mas ela disse, "tinino"
"Faste pra lá, abestado"
Sem ter outra solução
Através do apagão
Eu vi o céu estrelado.

(Zé Ferreira)