APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

DIÁLOGO POÉTICO SOBRE O TEMPO Gilberto Cardoso e Zé Ferreira

Zé Ferreira Gilberto Cardoso

Gilberto Cardoso é poeta de verve aguçada e, diria, até belicosa... (o que tem me rendido boas reflexões e um tanto de aprendizado) vejam o que ele extraiu do meu status de WhatsApp: - José Ferreira Santos
G.C: Zé Ferreira, consciente, Sabe que a qualquer hora Irá findar a jornada Para o além vai embora "Só tenho o hoje" diz ele Pode ser engano dele Talvez só tenha o agora. Z.F: Meu caro amigo Gilberto Uma coisa lhe asseguro Não tenho medo da morte Ou de um fim prematuro Meu "agora" é afirmado Porque não vivo o passado E nem toco no futuro. G.C: Mas o que é o agora Em um sentido profundo? É o instante presente Produtivo ou infecundo Vivido com ou sem arte Dentro da milésima parte De um passageiro segundo Z.F: Pra mim, meu nobre poeta, O "agora" é consciência, É saber que cada instante Dessa fugaz existência Não deve ser relegado Mas vivido, aproveitado Com extrema competência. G.C: O tempo vem feito rio E prossegue na corrente Não podemos represá-lo A perda é permanente Nesta existência frustrada Talvez não tenhamos nada Nem o instante presente. Z.F: frustra-se na existência Quem vive a passividade Ou quem inverte valores Da própria identidade Um, deixa a vida passar O outro passa a andar Fora da realidade. G.C: A frustração acontece, devido a impermanência das coisas que mais amamos pois tudo perde a essência tudo finda empoeirado nos depósitos do passado e vira reminiscência. Z.F. "As coisas que mais amamos", Se esse amor for verdade, Em nós, transcendem o tempo, A materialidade, Ficam vivas na memória, No curso da nossa história Ganham a perenidade. G.C: Tentamos nos iludir eternizar cada instante mas não podemos fugir da miséria circundante há motivos pra chorar e não pra comemorar num planeta agonizante. Z.F. Um pensamento passivo Amarra os pés da ação Chorar leite derramado Adianta nada não Se há vida, há esperança E a chave da mudança Está hoje em nossa mão. G.C: O tempo é valioso mas é um frágil tesouro é como um balão de festa que acaba num estouro rumo às horas finais somos como animais que seguem pro matadouro. Z.F. Tempo é ruim pra quem perde, Pra quem na lida soçobra Mas pra quem é diligente E que nele se desdobra, Encontra um bom aliado E fica imortalizado Através de cada obra. G.C O fato é que nada temos Pois tudo nos é tirado Gastar tempo lamentando O tempo desperdiçado Pode ser fonte de tédio Pois o que não tem remédio Já está remediado. Z.F É um fato consumado: Todo bem material, É parte subtraída Na caminhada final Daqui não se leva nada, Transcende dessa morada A parte espiritual. G.C Enquanto a gente corre Ou se arrasta o tempo voa Desfrutemos cada instante
Que rapidamente escoa Sem culpa e ansiedade Buscando a felicidade Pouca ou muita, a vida é boa. Z.F Por isso, no meu Status de WhatsApp postei a frase "Só tenho o hoje" E esta em mim fixei Para que ao fim do dia Eu veja com alegria Que nada desperdicei.

G.C.
Observando gatinhos
e cachorrinhos brincando
eles se mordem, se atacam
parecem que estão brigando
nossa belicosidade
teve igual finalidade:
não estávamos arengando.