APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


domingo, 12 de junho de 2016

A VIDA DE SEVERINO MATO DÁGUA EM CORDEL- Gilberto Cardoso dos Santos


A VIDA DE SEVERINO
MATO DÁGUA

(Gilberto Cardoso dos Santos)

Há pessoas nesse mundo
que nascem para sofrer
padecem mil amarguras
tentando sobreviver
as suas vidas são livros
que todos deviam ler.

É o caso de Mato D'água
cujo nome é Severino
um homem que padeceu
desde o tempo de menino
se esforçando noite e dia
pra melhorar seu destino.

Nasceu em Brejo de Areia
em solo paraibano
seus pais bem cedo teriam
um enorme desengano
eles planejavam algo
mas Deus tinha um outro plano

O seu pai Francisco Paulo
e a mãe Maria Josina
que nasceram nas agruras
da sequidão nordestina
queriam com este filho
que Deus lhes mudasse a sina.

Afastado de seus pais
aos 3 anos de idade
Sua irmã Rita Piloto
fez essa barbaridade
levando a frágil criança
pra outra localidade

Desde cedo começou
a batalhar com coragem
apesar de tão novinho
não fazia traquinagem
seu jogo era o trabalho
nada de vagabundagem.

Não recusava trabalho
pois nunca foi preguiçoso
em tudo quanto fazia
se mostrava caprichoso
e apesar de ser tão pobre
era justo e generoso.

Tentando sobreviver
ele se tornou vaqueiro
sentia-se como rei
na sela de boiadeiro
controlando o rebanho
de algum rico fazendeiro.

E além de ser vaqueiro
lidou com agricultura
puxando cobra pros pés
suportou a vida dura
viu que o homem do campo
padece na amargura.

Foi domador de cavalos
e recordava sorrindo
dos cavalos que faziam
o que vivia pedindo
esses cavalos saudosos
chamavam-se Ringo e Lindo.

Uma outra profissão
se acrescenta à sua lista
de agricultor e vaqueiro
passou a ser motorista
deixou de guiar o gado
passou a guiar na pista.

Agora andando de carro
se fez mais farreador
tinha uma boa conversa
e era namorador
porém iria mudar
laçado pelo amor

Pois por Maria de Lurdes
se sentiu apaixonado
o grande conquistador
se sentia conquistado
pela garota bonita
que o deixou dominado

Em Boa Vista casaram
passaram lua-de-mel
Ao lado de Mato D'água
Maria estava no céu
e hoje como viúva
cumpre bem o seu papel.

As dores que padeceram
há muitos anos atrás
produziram laços fortes
serviu pra uni-los mais
como o grande acidente
de consequências fatais

Um período de tormenta
lhes estava reservado
caiu duma bicicleta
e ficou paralisado
quando bateu numa pedra
e teve o guidão quebrado

O homem antes ativo
foi obrigado a parar
a família em desespero
só fazia lamentar
temiam que Severino
não mais voltasse a andar.

A vida corria bem
mas de repente mudou
guiando o monstro de ferro
nunca se acidentou
caindo da bicicleta
paralisado ficou.

Médicos desenganaram
a família entristecida
O pobre do Severino
talvez restasse com vida
com o corpo paralisado
não havia outra saída.

Clamou a Deus por ajuda
quando o mal se abateu
e o clamor da família
no espaço não se perdeu
pois pediram a Jesus
e Ebinho apareceu.

Por seis meses Severino
ficou naquele calvário
E Ebinho, o bom amigo,
nesse tempo era bancário
para ajudar Mato D'água
tirou do próprio salário

E contrariando tudo
que o médico falou
depois de muita agonia
ele se recuperou
e com muito entusiasmo
para casa retornou.

Como fazedor de filhos
ele se demonstrou bom
Fez Josina e Sinval
Paulo, Pierre e Silon
Fez Milena e Adelmo
que faz conserto de som.

No entanto chegou o dia
dele ir pra eternidade
partiu deixando o exemplo
de amor e de amizade
e na família querida
uma crescente saudade.

Grandes coisas viveu ele
Incríveis e bons momentos
Lutou com todas as forças
Bloqueou maus  sentimentos
Esperou melhores dias
Realizou seus intentos
Todos os filhos recordam
Os seus bons ensinamentos.