APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


segunda-feira, 31 de outubro de 2011

SOBRE JOMAR MORAIS E SEU LIVRO



O jornalista e estudioso das tradições espirituais, Jomar Morais, vai lançar seu mais recente livro, "Viver - outro olhar sobre o amor, a dor e o prazer", na Casa de Cultura Popular Palácio do Inharé, em Santa Cruz, no dia 5 de novembro, às 19h30.




SOBRE O LIVRO E O SEU AUTOR






Apresentação

Jomar Morais tem o dom da ubiquidade: medita no Sapiens, em Natal; percorre cidades sagradas do hinduísmo; vê horizontes além das muralhas de Cartagena; conhece vexames, na Argentina, quando “a paz das sepulturas” encobre os crimes dos generais. Ao descobrir, na Grécia, a douta ignorância (só sei que nada sei), mergulha em suas origens espirituais na Ilha da Madeira.
Jornalista por vocação, mochileiro por opção, pisou nos cinco continentes e viu que o mundo era pequeno diante das possibilidades humanas. Essa compreensão o fez capaz de “olhar a vida de outra perspectiva e atribuir–lhe um novo significado”.
Em seu peregrinar pelos caminhos da sobrevivência Jomar acampou nas redações dos melhores jornais e revistas do país, onde muito aprendeu e muito ensinou. Vendo e ouvindo, vacinou–se contra o mal da “normose” – a praga da normalidade. Preenchia a pauta do seu dia a dia com literatura feita às pressas, conceito que o pragmatismo incorporou ao jornalismo.
 “Este mundo é meu!” – conclui. Longe de ser uma afirmação egoísta, a consciência de existir, purificando sentimentos e intenções, mobiliza sua habilidade de lidar com paradoxos.
Perseverando no amor a Deus, o amor ao próximo o faz palmilhar o caminho do meio, “aquele no qual respondemos a cada evento de forma apropriada”.  Não é fácil mas é possível – diz – “E a recompensa de uma vida saudável, com equilíbrio emocional e consciência, vale o esforço para seguir nessa trilha”. Eis o caminho dos sábios, o caminho do meio, aquele que Jomar Morais, peregrino obstinado, aprendeu a trilhar, semeando grãos de solidariedade e amor cristãos.
Bom semeador e bom samaritano,vestiu o manto de observador e projetou novo olhar sobre o amor, a dor e o prazer, realidades definidoras da maravilhosa arte de VIVER.
Francisco de Assis Câmara,
autor de O Silêncio de Deus