APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Goimar Dantas - Livros e Poesia

Livros da autoria de Goimar Dantas:





Goimar Dantas, nascida em Santa Cruz, tem suas origens em Japi - RN e é da família de nosso grande amigo e professor Francisco Maciel. Hoje reside em São Paulo e dedica-se à escrita. Além de boa poetisa, esta inteligente jornalista é uma expert no gênero biográfico e tem publicado excelentes obras. Ainda não tive oportunidade de ler seu opúsculo destinado às crianças, mas com certeza deve também ser muito bom.

GOIMAR




A chuva

Em cada gota, uma esperança.

Um signo de futuro.

Um alimento líquido de fé.

Depois de meses de seca,

a chuva desaguava generosa,

penetrando nas veias do chão batido,

bombeando energia vital para o solo – que

pulsava num orgasmo múltiplo e feérico.

Acima da terra,

casas caiadas desciam um tom na sua pintura frágil,

já desbotada pelo tempo, pela poeira, pelo sol.

Quanto aos moradores...

Ah, esses vivenciavam uma euforia atonal,

Indescritível em seu estilo sertanejo de comemorar.

Velas para São José.

Louvores para Nosso Senhor.

Cânticos para Nossa Senhora.

Lá fora, crianças se banhavam na água purificadora

E, como eram crianças, se atiravam na lama depois

(sem nenhuma culpa judaico-cristã).

A noite posterior à chuva trouxe, junto com a brisa,

harmonias de zabumbas, triângulos, pífanos e sanfonas.

O arrasta pé comemorativo cobriu o terreiro ainda úmido,

fértil, pleno de expectativas, promessas.

Na manhã seguinte, entretanto, “Zé da lida” acordou suado.

Correu pra janela, olhou o horizonte...

Estarrecido, constatou que a chuva tão esperada não passava de um sonho.

Com os nervos há muito abalados pela fome que assistia em casa,

“Zé da lida” não suportou a tristeza.

Desde então, passa os dias na rua, maltrapilho.

Não é um doido agressivo.

Mas vive de assustar a meninada com sons que imitam, certeiros,

o estrondo dos trovões.