APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Divulgada Programação do Aniversário do Movimento Patu 2001 - (1997-2012) – 15 Anos


Espaço Cultural/Bar de Cláudio Saraiva
A festa de comemoração dos 15 anos do Movimento Patu 2001, que ocorrerá no Bar do músico Cláudio Saraiva, no cruzamento da Rua Aníbal Brandão com a Rua Sucupira, em Nova Parnamirim, na Grande Natal/RN, neste dia 15 de dezembro, sábado, das 10 às 22 horas, terá sua programação baseada numa feirinha de produtos culturais e no desenvolvimento de três settings acústicos: um científico, outro historiográfico e, no final, um artístico.


A partir das 10 horas será aberta a feirinha de produtos culturais do movimento com a venda de camisetas, bottons, livros, CDs, folhetos de cordéis, exposição de acervo fotográfico e de produtos da cultura indígena tapuia. 

Exposição de acervo de cultura indígena

O primeiro setting acústico será dedicado a uma sessão científica para tematizar a problemática da seca, contextualizando-a com a discussão atual sobre o fenômeno do aquecimento global, com as concepções explicativas do saber popular do sertanejo e com as “novas” profecias filosóficas sobre a finitude planetária. Este setting será uma referência ao fenômeno oceânico “El Nino”, primeira temática abordada pelo Movimento Patu 2001. Estão convidados para uma roda de conversa: o cientista e professor universitário José Tavares, a terapeuta holista Lilian Holanda e o pesquisador de cultura indígena Aucides Bezerra de Sales. A canção “Louca Consequência”, do cantor e compositor Dudé Viana, interpretada pelo próprio autor, servirá como interlúdio musical ilustrativo deste setting.

Dudé Viana

“Louca Consequência”, de Dudé Viana

Porque não para as motosserra
E as queimadas nas florestas?
Como será o amanhã dos nossos filhos, dos nossos netos
Com a flora e fauna descoberta.

Se a gente não lutar poucas vidas vão sobrar,
Rios vão secar
Em algumas regiões ocorreram inundações
Devastando o que se plantar.

A solução será migrar para regiões mais fria
Onde haverá escassez de água e de comida
Para todos os seres vivos
Que lutaram para escapar.

Serão as guerras do futuro
Uma louca consequência do aquecimento global
Oceanos aquecendo, gelo derretendo
Em manchete de jornal.

                        
O segundo setting acústico do evento será dedicado a uma construção historiográfica das principais ações do Movimento Patu 2001, devendo começar com um depoimento do artista circense Alberi Silva, mestre de cena do palhaço Facilita, sobre a história do circo em Patu, ressaltando a presença do “Circo do Palhaço Facilita” na 1ª Feira da Cultura de Patu, realizada em 1983; na sequência, o mestre em tecnologias da informação João Batista de Moura abordará a história dos primórdios da radiodifusão comunitária patuense; logo após, o engenheiro agrônomo Francisco Rodrigues (Kavei) fará uma retrospectiva do resgate histórico da comunidade quilombola do Jatobá, a mais avançada do Rio Grande do Norte no processo de regularização fundiária; e para fechar este setting, o escritor Aucides Bezerra de Sales fará o relançamento da revista “Jesuíno Brilhante em História de Quadrinhos”. Este setting historiográfico será introduzido por um interlúdio musical do cantor Cláudio Saraiva, interpretando a canção “Telegrama”, de Zeca Baleiro, e será encerrado pelo escritor e cantor Dudé Viana, apresentando um depoimento sobre o lançamento do livro “Dudé ou Dedé” durante a Jornada Universitária de Patu, no ano de 1987, e em seguida, interpretando a música de sua autoria “Cantofa e Jandi”, um poema de Aucides Sales.

Palhaço Facilita contracenando com Alberi Silva
O último setting acústico será artístico, começando com um recital poético, seguido pelo lançamento de dois folhetos de cordel: “O Hospital dos Macacos” e “Sá Patona e a Gripe dos Frangos”, do médico psiquiatra Antônio Adriano de Medeiros (em memória), e no final, grande show musical com o cantor Cláudio Saraiva em duo com o percussionista Jarbas Costa.

Cláudio Saraiva
Dudé Viana, Epitácio Andrade e Jarbas Costa
Todo evento será “ancorado” pelo médico psiquiatra e pesquisador social Epitácio de Andrade Filho, fundador do Movimento Patu 2001, e o Bar de Cláudio Saraiva preparou um cardápio especial sertanejo composto carne de sol na brasa, picado de carneiro, bode torrado, feijoada e curimatã ovada, a cargo da chef Rita Maria Ferreira. 


Feijoada
O encerramento do aniversário de 15 anos do Movimento Patu 2001, que foi fundado em 18 de outubro de 1997, será com o sorteio da belíssima tela “Desarme-se”, do artista plástico Ricardo Veriano, que tematiza a questão da violência no sertão e serviu de recurso didático-pedagógico para ações preventivas desenvolvidas pelo movimento.

Desarme-se, de Ricardo Veriano
Texto: Epitácio de Andrade Filho, médico psiquiatra e pesquisador social