APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


sábado, 5 de março de 2016

CORDEL SOBRE ESQUERDA E DIREITA (Peleja de Zé Coxinha e Chico Enroladinho)

Autores: Gilberto Cardoso e Hélio Crisanto



ZÉ COXINHA
Tem gente nesse Brasil
Que pensa como uma mula
É tanto besta na terra
Que a gente não calcula
Venera uma Dilma falsa
Faz vaquinha, rasga a calça
Pra dar o fundo pra Lula"

CHICO ENROLADINHO
O coxinha não calcula
Quanto Dilma é importante
Se engana com Bolsonaro
Um ex-militar pedante
Que quer alterar as leis
E até da bunda dos gays
Deseja ser comandante.

ZC
Esse partido farsante
Pensa que o povo é jumento
Vive enganando a nação
Com essa de estocar vento
Mas gozando em seu triplex
Cada um tem seu rolex
Com esquema fraudulento

CE
Grande desenvolvimento
Trouxe o PT à nação
Muito pior era antes
Hoje há distribuição
De renda em todo o país
A pobreza está feliz
E o resto é oposição!

ZC
Quem criou o petrolão
Não foi esse dito cujo?
Engordando os seus asseclas
Lavando dinheiro sujo?
Faz vista grossa pro Brama
Vive engordando na lama
Parecendo uma caramujo

CE
Dessa peleja não fujo
Pois muita raiva provoca
Por que no nome de Aécio
Quase a justiça não toca?
Só falam no Petrolão
Pra tirar a atenção
Das toneladas de coca.

ZC
Grande desastre provoca
Este governo perrela
Se atolando na desgraça
Distribuindo mazela
Sem ter um projeto novo
Querendo enganar o povo
Com pão seco e mortadela.

CE
Dilma pode não ser bela
Nem ter discurso eloquente
Mas de Cunha e dos tucanos
Ela é muito diferente
Quer ver um Brasil melhor
Estaria bem pior
Com Aécio presidente.

ZC
Não seja tão complacente
Meu amigo não se iluda
Quem votar na petralhada
Pode entrar numa rabuda
Eu creio, no próximo pleito
O barba vai ser eleito
Pra comandar a papuda

CE
Vai ser um Deus nos acuda
Se a oposição voltar
Querem vender o Brasil
Mas nós não vamos deixar
É preciso avançar mais
As reformas sociais
Precisam continuar

ZC
O Brasil vai naufragar
No vendaval da propina
A inflação galopando
Falta pão, sobra chacina
Nesse sistema bizarro
Tem nêgo vendendo o carro
Pra comprar a gasolina

CE
Uma elite assassina
Nascida em luxo e riqueza
Quer difamar Lula e Dilma
Dupla cheia de nobreza
A classe pobre afinal
Mesmo em crise mundial
Tem fartura em sua mesa.

ZC
Amigo, por gentileza
Não me venha com cinismo
Que há tempo já foi rasgada
A bandeira do civismo
Quem alimenta a matilha
Faz parte dessa quadrilha
Arrogância e pedantismo

CE
Filho do capitalismo
Coxinha azeda, sem sal
Fã de FHC
Que da mídia tem aval
Nunca, como Lula diz,
Na história desse país
Se viu um governo igual!

ZC
Governo cara de pau
Por isso vive enrolada
Dizendo no seu discurso
Que vai dar uma roraimada
Quando fala me provoca
Feito uma galinha choca
Sem ninguém entender nada

CE
Com a imprensa comprada
Pela vil oposição
Caluniando o PT
Só se fala em Petrolão
E muita gente não vê
Que o PSDB
É o pai do mensalão.

ZC
Quem viveu de confusão
Envolvido em arruaça
Fazendo greve nas ruas
Jogando bomba na praça
Hoje rasgou a bandeira
Deixou de ser baladeira
Se transformando em vidraça

CE
Só quem gosta de trapaça
É desonesto e cobiça
Dá apoio a essa corja
Praticante de injustiça
Que riquezas acumula
Duvido que Dilma e Lula
Tenham contas na Suiça!

ZC
Serve pra encher linguiça
Esse papo de inocente
Quem é que anda de iate
Fazendo pouco da gente?
Quem roubou a Petrobras?
Quem faliu os hospitais
Deixando o pais doente?

CE
Amigo, bote na mente
Que este quadro de horror
Vem da crise mundial
Da Direita sem pudor
Se algo está dando errado
Só pode ser resultado
Do governo anterior.

ZC
O Brasil no exterior
Hoje perdeu o prestigio
Israel não quer saber
Desse menino prodígio
Da China não está nos planos
Daqui a quinhentos anos
Do PT se tem vestígio

CE
Vamos deixar de litígio
Respeitar a trajetória
Dos que deram sua vida
Pra derrotar a escória
Da direita reacionária
Fazendo a classe operária
Projetar-se na história.

ZC
A decadência é notória
Na terra tupiniquim
Nas cadeias já falidas
Só se vê guerra e motim
Esse PT tudo encobre
Usando as costas do pobre
Pra servir de trampolim

CE
Já que você quer assim
Tente aí me explicar
Por que somente ao PT
Pensam em investigar?
Isso é perseguição
Guerra da oposição
Que só quer privatizar.

ZC
Não queira me intimidar
Chega de tanta heresia
Quem comunga desse furto
Parece um cego de guia
Distraído em seus arroubos
Faz vista grossa nos roubos
Vomitando hipocrisia

CE
Deixe de verborragia
E acabe essa contenda
Lula precisa voltar
Para cumprir nova agenda
Por um Brasil bem melhor
O PT fez a maior
Distribuição de renda.

ZC
Só um cego recomenda
Votar nesse beberrão
Que faliu nossas empresas
Galopou a inflação
Incentivou cada crime
Pra enricar o seu time
Com roubo e corrupção

CE
Desde a primeira eleição
Dei meu voto consciente
Foi com meu total apoio
Que se tornou presidente
E fez um grande mandato
Se ele for candidato
Eu votarei novamente!

ZC
Não dou voto a delinquente
Não digo por revanchismo
Quem instituiu o crime
Quem nos botou no abismo
Quem nossa grana rapina
Na moeda da propina
Conquista o meu ceticismo

CE
Abaixo o imperialismo
A tramoia midiática
O fascismo de direita
A teoria sem prática
O ódio, a petulância,
A mentira e a ganância
Da classe aristocrática

ZC
Essa linha dogmática
Cheia de alienação
Retardou nosso progresso
Estagnou a nação
Onde falta gente séria
Se perpetua a miséria
E o povo elege ladrão

CE
Chega dessa discussão
Ninguém vai me convencer
Dizem que o pior cego
É aquele que não quer ver
E correções não aceita
Fique com sua direita
Na esquerda vou morrer!