APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

CONVÉM QUE ELE CRESÇA - Gilberto Cardoso dos Santos

Na Bíblia, um profeta se agiganta, arrasta multidões.
Mas alguém a quem  o visionário exalta  começa a crescer e a ofuscá-lo.

Amigos e seguidores  têm a sensação de que o novato está tentando passar a perna em seu guia. Buscam-no queixosos. - Desse jeito, mestre, teu trabalho vai de água abaixo - dizem, em outras palavras.

O profeta, ao invés de manifestar preocupação, replica:
- Convém que ele cresça e que eu diminua.

Choque para seus seguidores, repreensão para os  religiosos de hoje. 
Onde esta palavra é lida, dá-se o contrário: "Convém que ele diminua e que eu cresça".

Este "ele", pode referir-se ao Cristo ou àqueles em que o Cristo estaria.  Parceiros de fé. "Convém que eu brilhe mais no púlpito". "Quero que a verdade resplandeça, mas que seja por meu intermédio."

Se tal filosofia de vida  não poupa sequer os irmãos e se manifesta onde se crê que Deus esteja presente, é de se esperar que se estenda às relações políticas, familiares e de trabalho de tais pessoas. De fato, é o que vemos.

"Ah, incrédulos, sabei que não poupo sequer a meus irmãos, quanto mais a vós. Convém que eu cresça."

Na  máfia dos sanguessugas,  mais da metade da propina estava em mãos de parlamentares evangélicos. O sangue do cordeiro foi espezinhado. A mensagem era: "Convém que meu patrimônio cresça, não importa a que preço."

Púlpitos eletrônicos, mensagens diversas, mirabolantes. Todas, porém, com um só fim: Convém que as outras igrejas diminuam e a minha cresça. "Traidor!", gritou recentemente um famoso televangelista referindo-se ao rival que pagou o dobro para tomar seu espaço na mídia. Não se trata de conflitos entre frágeis ovelhas, mas briga de cachorro grande.

E o que dizer daqueles que eu e você conhecemos mais de perto - aqueles que se alimentam do sangue do próximo e se dizem cobertos pelo sangue sagrado?

Qual Rômulo e Remo, buscam as tetas da loba do poder e se dizem ovelhas; andam imponentes e risonhos, com um halo imaginário de santidade; são orgulhosos e indignos de confiança.

Na Bíblia deveriam constar mensagens opostas às que lemos, pois os religiosos costumam fazer exatamente o inverso do que ela ensina.

Decerto há exceções, mas quão raras são!