APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


domingo, 29 de julho de 2012

DOROTEIA, DE "GABRIELA, CRAVO E CANELA" - Renan Pinheiro


Para quem achava que a personagem Doroteia de "Gabriela" iria ser só uma beata ranheta, ela está se saindo uma monstra capaz de chocar a própria Carminha! Depois de ter tramado não só o fim do noivado mas a própria desgraça da noiva do neto canalha, declarando que ela "não prestava para integrar a família" depois de ter sido seduzida por ele, quando a atitude "certa" era exatamente apressar o casamento, agora ela terá um papel ativo na desgraça da personagem Sinhazinha (Maitê Proença): desconfiada de que a "amiga" esconde um segredo, começa a espioná-la junto com outras beatas, chegando ao ponto de instruir capangas de seu filho a sequestrarem e torturarem a empregada dela para saber o que ocorre. Depois disso, conta tudo ao marido dela para "que seja feita a justiça". Que bruxa, heim? E pior é saber que existia gente assim naquela época, e ainda existe! É por isso que devemos ter sempre presente a frase do Evangelho: antes de dizeres ao teu irmão que ele tire a trave do olho dele, verifica se não tem uma no teu próprio.



O fato é que a personagem merece figurar no rol das grandes vilãs da teledramaturgia brasileira, junto com Maria Altiva, Nazaré e Flora, diferenciando-se delas apenas por ter uma composição mais sutil. Chega a ser uma vergonha só agora a Globo ter dado a Laura Cardoso papéis mais dignos do seu talento, quando ela já não tem tanto tempo para interpretá-los.

3 comentários:

  1. Perfeito, Laura Cardoso é EXCELENTE atriz. Na minha opinião, muito melhor que a Glória Menezes.

    ResponderExcluir
  2. Achei perfeita sua colocação quanto ao personagem e talento da atriz. só acho que pecou ao relatar que ela não tem muito tempo, por conta da idade. Vejo que a hora dela é essa. E por que não? Até entendo que vivemos em uma sociedade que rotula o idoso como inútil, improdutivo, e que deve ficar sentado praticando atividades que não trazem crescimento e vantagem social. Creio que devemos mudar esse pensamento, pois além de estatisticamente eles vem aumentando e muito em número no nosso país e muito têm provado o quanto são úteis tanto culturalmente e socialmente, pela experiência que trazem de vida,pela tranquilidade e habilidades adquiridas.Portanto, que venham outros personagens para a queridíssima Laura Cardoso, já que a presença do idoso nas famílias brasileiras é mais que realidade!!!

    ResponderExcluir
  3. Andy, o que eu quis dizer é que se ela tivesse tido seu talento reconhecido há mais tempo ela poderia ter tido oportunidade de interpretar papéis mais variados. Não é desmerecimento ao talento dela reconhecer que, por causa de sua idade avançada, a gama de papéis dela é mais restrita, isso é um fato.

    ResponderExcluir

Comentários com termos vulgares e palavrões, ofensas, serão excluídos. Não se preocupem com erros de português. Patativa do Assaré disse: "É melhor escrever errado a coisa certa, do que escrever certo a coisa errada”