APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


segunda-feira, 3 de agosto de 2015

O SONHO DE HUGO - Gilberto Cardoso dos Santos

 1958-2015

O SONHO DE HUGO (Gilberto Cardoso dos Santos)

Em um mundo tão medonho
Desigual e indiferente
Todo mundo tem o sonho
De viver comodamente
O individualismo
Que é fruto do egoísmo
A democracia trava
Nisso eu tava meditando
E acabei me perguntando
Com o que Hugo sonhava.

De onde é que ele tirava
Tanta força de vontade?
Por que é que se doava
Com tamanha intensidade?
Ele tinha um bom emprego
Mas deixava o aconchego
Várias causas abraçava
Sem segundas intenções
Tinha muitas dimensões
O sonho que acalentava.
                                             
O que Hugo mais queria
Era se multiplicar
Tudo quanto ele fazia
Era pra nos despertar
Cidadãos acomodados
Eram sempre instigados
A deixar de omissão
Porque Hugo bem sabia
Que só há democracia
Se houver participação.

Levantava logo cedo
Para nos advertir
Sua voz vencia o medo
Tentando nos conduzir
Queria que despertássemos
e as rédeas tomássemos
De nossa própria existência
Sua semente lançava
E ansioso esperava
Que houvesse correspondência.

Ele muito se arriscou
Tentando nos ajudar
Um alto preço pagou
Se colocou no altar
Da vida fez sacrifício
E suportou o suplício
De ser incompreendido
Quantas noites mal dormidas
Quantas batalhas perdidas
Mas não se deu por vencido.

Por ser bastante teimoso
Na luta por ideais
Se tornou vitorioso
Em áreas essenciais
E apesar dos pesares
O nosso Hugo Tavares
Transformou o Trairi
Doou-se à comunidade
E à querida cidade
São Paulo do Potengi.

Hugo era possuído
Pelo dom da empatia
Se sentia comovido
ao ver que alguém sofria
a sua briga comprava
e disponibilizava
tempo para ajudar
muita gente isso recorda
e o coração transborda
com vontade de chorar.

Ele sonhou com fartura
Para o povo do agreste
E promoveu a cultura
Rica do nosso nordeste
Brigava às vezes sozinho
Buscava o melhor caminho
De ver seu povo feliz
Desejando um paraíso
Jamais mostrou-se indeciso
Lutou por tudo que quis.

Para arranjar inimigos
Em nossa sociedade
E se expor a perigos
Basta falar a verdade
Mesmo com seus aliados
Quando se achavam errados
Hugo entrava em discussão
Mas ninguém pode negar
Que quando estava a brigar
Boa era a intenção.

Sua generosidade
É o que mais me encanta
Pois eu acho que a bondade
A qualquer erro suplanta
Com altruísmo inegável
Fez trabalho admirável
Que há de se eternizar
Sua crítica contundente
Emotiva e inteligente
Deve pra sempre ecoar.

Ele era partidário
Sem depender de partidos
Mostrava-se solidário
Com os maus agradecidos
Mesmo provocando mágoas
Foi um divisor de águas
Na cultura e na política
Idéia nós não fazemos
Do quanto amadurecemos
Através de sua crítica.

Com seus erros e acertos
Nós podemos aprender
Para fazer os concertos
Que tanto tentou fazer
O sonho que o movia
Era o de ver um dia
Todo mundo consciente
Desfazendo preconceitos
Lutando pelos direitos
Em um mundo diferente.

A Hugo hoje contemplo
E me sinto convencido
Que seu grandioso exemplo
Deveria ser seguido
Mais que um compositor
Ele foi um sonhador
Uma espécie de profeta
Se cada um for um Hugo
Quebraremos qualquer jugo           
Cumpriremos sua meta!



Veja também: 

HOMENAGEM PÓSTUMA FEITA EM VIDA A HUGO TAVARES

apoesc.blogspot.com/2015/07/homenagem-em-vida-hugo-tavares.html

Saiba mais sobre Hugo Tavares Dutra