APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


sábado, 28 de dezembro de 2013

UM MARCO NA HISTÓRIA CINEMATOGRÁFICA DE SANTA CRUZ - Gilberto Cardoso dos Santos

Gilberto Cardoso dos Santos (cena do documentário)

Nilson, Wallace, Natanaã, Geilza e Robson

O lançamento do documentário "De quem é a culpa?" feito pelo grupo Lua Serena, deverá figurar como um marco na história do cinema santacruzense.

O Teatro Candinha Bezerra, em 07.12.2013, foi palco de fortes emoções: dia do lançamento do curta-metragem “De quem é a culpa?”,  documentário sobre  drogas produzido pelo Grupo Lua Serena.

Logo à entrada, antes do espetáculo, tínhamos o mais jovem escritor da cidade, Anderson Lima, vendendo cordéis e opúsculos em prosa, todos de sua autoria. Uma produção considerável e digna de nossa atenção.

Estrategicamente, foi posto um espelho grande pelo qual todos deveriam passar antes de adentrar no salão do teatro. Neste espelho, havia um ponto de interrogação enorme e o nome do curta. A resposta para a grande pergunta do filme estava diante dos nossos olhos. 

Admirável foi o número dos que compareceram ao teatro e demonstraram, através do absoluto silêncio e aplausos calorosos, o quanto gostaram do que estavam vendo.

Imagem do público antes do evento

Antes do curta, tivemos a participação musical de Fernando Santos e Paulo Medeiros que cantaram e tocaram muito bem a música Além dos olhos. Os muitos aplausos atestaram o quanto o público apreciou a composição feita por eles mesmos.
 Paulo Medeiros e Fernando Santos

A arte poética e musical vieram somar-se à produção cinematográfica naquela noite para conceder instantes de glória ao povo santacruzense.

Robson Ramon, Wallace, Geilza, Natanaã Périkles e Amandha Oliveira estão de parabéns pelo belo trabalho que fizeram. Digno de louvores também foi o meticuloso e paciente trabalho de edição feito por Nilson Rocha, criador da WebTV Sem Fronteiras.

Meses e meses de empenho abnegado e sem retorno financeiro resultaram na produção de um belíssimo filme que reúne informação de qualidade, dramatização impactante e música envolvente.

Nele, vê-se o comovente depoimento da mãe de um usuário de drogas, as explicações para o vício, dadas por um ex-dependente químico e a participação de uma psicóloga experiente no tema. Marcos Cavalcanti e eu também tivemos a honra de participar desse curta.

Os atores Natanãa, Geilza e Wallace, bem como os figurantes dramatizaram da forma mais convincente possível a realidade vivida por muitos jovens da periferia. Inevitávies foram as lágrimas e os aplausos calorosos.

No final, tivemos alguns discursos emocionados do secretário de cultura Edgar Santos, de Hugo Tavares, Marcos Silva, Marcos Cavalcanti (eu também falei alguma coisa) transbordantes de elogios ao Grupo Lua Serena e de cobrança às autoridades para que deem a mão a estes artistas, tão úteis à causa social.

A produção cinematográfica em Santa Cruz, no gênero documentário, deu um importantíssimo passo nesse ano de 2013. Muitos são os projetos do idealizador do curta, Robson Ramon. O grupo começou muito bem e merece o apoio de toda a sociedade.

No final, como se não bastasse tudo que havíamos visto e ouvido, o cordelista Anderson Lima nos presenteou com a declamação de Aquela dose de amor, do poeta Antônio Francisco. Fechou com chave de ouro, pois talvez esteja aí a resposta para a grande pergunta lançada pelo curta. Falta, certamente, uma dose de amor no coração das autoridades, dos educadores e de todos que compõem o tecido social. Somente com o amor permeando todas as medidas que venham a ser tomadas, seremos capazes de soluções para  tão grave problema.
Anderson Lima declamando

Parabéns, Geilza, Natanaã e Robson. Sinto-me muito feliz de ter sido professor de vocês. Outros que estudaram nas mesmas circunstâncias hoje estão mortos ou presos por causa das drogas. Vocês, porém, resolveram seguir um caminho diferente e hoje usam o grande talento que possuem para tornar esse mundo melhor.

Robson Ramon, idealizador e produtor do curta "De quem é a culpa?"

Parabéns, Amanda! Parabéns, Wallace! Parabéns, Nilson Rocha. Santa Cruz deve se orgulhar de ter filhos como vocês. 
Marcos Cavalcanti, em discurso emocionado ao final do evento
Parabéns, Marcos Cavalcanti, por sua brilhante participação no curta, por seu empenho em registrar audiovisualmente o evento e pelas palavras ditas ao final. Parabéns a Edgar Santos por abrir a portas do Candinha e por todo apoio dado a um evento tão significativo para nossa cultura.