APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


quarta-feira, 10 de outubro de 2012

O BAIRRO PARAÍSO SOFRE POR CULPA DOS PRÓPRIOS MORADORES - Adriano Bezerra


Sou morador do Paraíso desde 1986 e estou acostumado a ouvir de muitos (antes das eleições), reclamações e mais reclamações sobre os políticos existentes em nossa cidade (prefeitos, vereadores, etc). Reclamam que o bairro é abandonado, que as ruas estão esburacadas, dos esgotos estourados, da falta d’água, da falta de médicos, da falta de remédios no posto de saúde, que não tem uma ambulância, que não tem um posto policial, que não tem um espaço para o esporte e o lazer, que só é lembrado em tempo de eleição, etc, etc e etc. Que quando chegarem novamente em suas portas pedindo voto saberão dar a resposta. Porém, quando chega o período de campanha, a grande maioria muda completamente o discurso e a forma de pensar. Tudo que sofreram durante quatro longos anos, são deletados da memória, e o que se passa a ouvir é: Só vou votar naquele que me der alguma coisa. E vendem o voto a pessoas que desconhecem e nunca viveram a realidade da comunidade, que nunca moveram uma simples palha por ninguém, por míseras migalhas que serão gastas em um único instante. E quando temos alguém do bairro que se elege com humildade e que se dispõe a lutar incansavelmente por todos, como o VEREADOR LUCICLÁUDIO, morador do bairro, conhecedor da realidade, de família simples, íntegro, honesto, de caráter, que honrou todos os seus princípios, não se vendendo, não se mudando do seu bairro, não entrando no jogo sujo para acumular recursos para comprar a consciência das pessoas, que sempre esteve atento a todas as faltas existentes no bairro e na cidade, pois sou testemunha dos inúmeros requerimentos e ofícios encaminhados por ele aos órgãos competentes, não existindo um único problema na comunidade em que ele teve conhecimento para não ter ido atrás tentando resolver, que arriscou sua vida diuturnamente ao denunciar irregularidades que encontrou e que estava prejudicando a população, enfim, que não mediu esforços para defender e buscar melhorias para a coletividade, não dão a ele o devido reconhecimento reelegendo-o. Agora, o bairro ficou sem um representante, sem uma voz para defender a comunidade, pois os que aqui vieram e compraram seus mandatos, nada mais devem a ninguém. Irão se preocupar agora em correr atrás do prejuízo, que é entrar em jogo sujo para assim recuperar o que gastou e lucrar muitas vezes mais, para com 04 anos novamente repetir a compra de consciência. Diante disso, o recado que a grande maioria dos moradores do paraíso dá é que, vereador não precisa mesmo lutar por nada. Basta só ficar de braços cruzados durante os 04 anos, juntar-se aos corruptos no desvio do dinheiro público, e com esse dinheiro que faltará para trazer as melhorias necessárias, voltar pra comprar o voto, que a vitória será garantida. Mas sei que Lucicláudio jamais fará isso, porque é íntegro e honra as suas origens. E como ele mesmo sempre diz: “Poderei exercer um só mandato, mas sairei de mãos limpas e de cabeça erguida”. Com a sua não reeleição, tenho escutado nos quatro cantos da cidade: Não foi o Vereador Lucicláudio que perdeu, mas toda a população santa-cruzense, que não reelegeu o maior vereador já existente na história da Câmara Municipal de Santa cruz.
Aos moradores do paraíso que venderam seu voto, a sua consciência: o meu repúdio, com o desejo de que, em 2016, possam corrigir a tamanha injustiça que cometeram.

Leiam também: http://apoesc.blogspot.com.br/2012/10/ponto-de-vista-de-uma-eleitora.html